Opinião

30/01/2024 Última atualização 08H25
Opinião

Correcção da História

Durante anos o futebol, cá entre nós, foi tomado por “parente pobre” do desporto. Mesmo que em 2006 nos tivesse dado o orgulho de se exibir na maior vitrina mundial, quando a Alemanha, já reunificada, recebeu o certame nas suas cidades eleitas, ainda assim, estava evidente que não era o desporto preferencial da esmagadora maioria, porque não dava alegria, não fazia o país sorrir.

30/01/2024 Última atualização 07H50
Opinião

Não me belisquem!

De vento em popa prossegue a odisseia angolana no torneio africano de futebol, que decorre na Côte d’Ivoire.

30/01/2024 Última atualização 07H47
Opinião

A Economia Social e as cidades sustentáveis

Os grandes movimentos migratórios intra-territoriais dão-se sobretudo do campo para à cidade, e sendo as áreas urbanas com um nível de complexidade para lidar, diariamente, com os desafios para se obter crescimento e desenvolvimento destas cidades, são confrontadas com o novo fluxo de pessoas que estabelecem nas cidades e geram algumas consequências, como o aumento da capacidade de poluição e ainda a exploração de recursos, que podem impactar nas alterações climáticas.

30/01/2024 Última atualização 07H45
Opinião

Proteger o ambiente é um imperativo

A tranversalidade dos problemas ambientais, maioritariamente decorrentes do crescimento demográfico e a consequente forma de ocupação do espaço, deve suscitar atenção, reflexão e tomada de medidas por causa dos impactos gerados por mudanças climáticas, desmatamento, poluição do ar e da água, degradação do solo, extinção de espécies, modificação genética, entre outras.

29/01/2024 Última atualização 09H20
Opinião

Obrigado, Palancas Negras!

“Fazer o que ainda não foi feito”. Com este “slogan”, o líder técnico das nossas Palancas Negras, Pedro Gonçalves, partiu para o Campeonato Africano das Nações de Futebol (CAN), competição que decorre na Côte d’Ivoire.

29/01/2024 Última atualização 06H38
Opinião

Brasil, Gaza e o julgamento na corte internacional

Venho acompanhando com vivo interesse o debate que se estabeleceu em torno do anúncio do apoio político do país, pelo presidente Lula, à iniciativa da África do Sul de acionar a Corte Internacional de Justiça (CIJ) para proteger a população palestina, ao amparo da Convenção para a Repressão e Punição do Crime de Genocídio. Como o Brasil, pelo menos 65 países expressaram apoio político à petição sul-africana, tendo 2 deles, Jordânia e Bangladesh, formalizado intenção de intervir, como terceira parte, no caso.

29/01/2024 Última atualização 06H35
Opinião

Alerta máximo de prevenção epidémica contra a cólera

Devido ao surgimento de casos de cólera nos países fronteiriços como a Zâmbia e a República Democrática do Congo (RDC), por razões óbvias, as autoridades sanitárias angolanas elevaram ao nível dois de alerta máximo de prevenção contra a doença.

29/01/2024 Última atualização 06H35
Opinião

A DPA é o factor determinante para o problema das autarquias

Os argumentos do Governo para defender a Divisão Político-Administrativa (DPA) servem de combustível para os seus críticos. Felizmente, aumentamos a maturidade política e todos percebem que nem o Governo nem os que se opõem à DPA possuem uma bola de cristal para adivinhar o que vai ou não funcionar.

28/01/2024 Última atualização 09H29
Opinião

Meu nome? Luanda

Sou uma senhora de idade… e trago comigo memórias de quando era bonita e perfumada e tão, mas tão rica.

28/01/2024 Última atualização 09H27
Opinião

Contra o vandalismo, jukulomesu!

O vandalismo é dos actos mais nefastos e incorrectos que enfrentamos, praticados por tão poucos sem carácter, em prejuízo da maioria. Nisto, o que é de todos, por capricho ou má intenção que ultrapassa os limites do razoável, num ápice o bem público absolutamente necessário é destruído ou estragado.

28/01/2024 Última atualização 09H27
Opinião

A dimensão da crise de valores

Antes de mais, gostaria de ligar a sirene para avisar quem pretende ler esta crónica que deve antes respirar fundo, porque, se tiver o ar preso nos pulmões, pode interpretar de forma errada estas linhas, escritas por um cidadão deste mundo sem o peso necessário para equilibrar a balança da sociedade, cujos pratos pendem para o desequilíbrio.

28/01/2024 Última atualização 08H59
Opinião

Escolas filosóficas africanas -IV

O caminho que nos leva à Escola de Kinshasa já passou por Yaoundé e Nairobi. Mas a conversa sobre as propostas de Odera Oruka (1944-1995), um dos mais proeminentes filósofos quenianos e fundador da Escola de Nairobi juntou à mesa filósofos dos territórios da África Ocidental, nomeadamente o Benin, o Ghana e a Nigéria. De Legon e Ibadan foram feitas breves referências. Por isso, sugerem-se visitas às Escolas de Cotonou/Porto Novo. Há dois filósofos beninenses que constituem testemunhas da prosperidade da Escola de Kinshasa. Estou a referir-me a Paulin Hountondji e Issiaka-Prosper L. Lalèyê. Está assim enunciado o itinerário da nossa conversa