Opinião

28/11/2021 Última atualização 09H44
Opinião

“Síndrome de Estocolmo”

“(…) as minorias devem ser ouvidas, os derrotados de uma eleição também merecem espaço, até para continuar a exercer a cidadania.”

28/11/2021 Última atualização 09H41
Opinião

Apelo público para a doação de sangue

Durante uma visita de rotina ao Hospital Provincial Materno-Infantil“Liepey”, pude constatar a falta de reservas de bolsas de sangue e que a doação de sangue era feita pelos familiares das crianças (doentes). Esta situação motivou-me a realizar uma campanha de recolha de sangue a nível provincial, com o objectivo de consciencializar a população para a importância da doação voluntária e regular.

28/11/2021 Última atualização 09H39
Opinião

O drama do desemprego

O Instituto Nacional de Estatística acaba de divulgar a Folha de Informação Rápida (FIR) relativa ao terceiro trimestre do presente ano. A fotografia com que nos brinda este tão importante documento deve merecer a atenção e a preocupação de todos nós.

28/11/2021 Última atualização 09H20
Opinião

Meliantes “colocam” e agridem quem não tem nada a oferecer

Manhã de quarta-feira última. O recém-nascido dia acabava de substituir a idosa noite no jogo do tempo, quando alguém bateu na porta. Um gesto bastante natural em Angola, na medida em que tem o mesmo valor de uma campainha.

28/11/2021 Última atualização 09H20
Opinião

Vizinho ideal

O vizinho é o parceiro social que coabita connosco na rua, por vezes paredes meias com a casa onde vivemos. Mesmo sem conhecermos o histórico, com a ascendência em tom maior, à primeira o nosso julgamento diz que é de boa família, bom nome e com uma reputação a defender, já que supostamente preserva hábitos e costumes.

27/11/2021 Última atualização 20H04
Opinião

“Jogar de salto alto!”

A expressão “Jogar de salto alto” pertence ao mundo do desporto. E, quer dizer entrar em campo julgando-se superior aos outros, mas pouco ou nada fazer para a equipa ter bons resultados e ganhar.

27/11/2021 Última atualização 07H25
Opinião

Lula: 21 acusações, 21 atestados de inocência

A Constituição brasileira determina que Lula deve ser tratado e percebido como inocente de todas as acusações feitas contra ele até o momento. Não há uma única prova lícita e séria que permita afastar a sua inocência. O que sobra contra ele são ressentimento, ódio de classe, “certezas delirantes” e lógicas inquisitoriais.

27/11/2021 Última atualização 07H15
Opinião

Quem tudo quer pode tudo perder (fim)

Este capítulo, que deveria ser publicado há sensivelmente cinco meses, fecha o conjunto de textos intitulados “Quem tudo quer pode tudo perder”, e desde já peço desculpas pela viagem que o prezado leitor terá de fazer a fim de recordar o fio condutor da história em que Mariana, jovem estudante de Medicina da Faculdade homónima da Universidade Agostinho Neto, viu o professor de Anatomia, Matos Guedes, a fazer de tudo para a tomar por “concubina”.

27/11/2021 Última atualização 07H10
Opinião

A cultura de paz

Sob o signo da “Cultura de Paz e Resolução de Conflitos” arranca hoje, aqui na cidade capital, a Bienal de Luanda 2021, a segunda depois da última, em 2019 e que pelas incidências vai congregar eminentes personalidades nacionais e estrangeiras.

26/11/2021 Última atualização 08H55
Opinião

Os não vacinados e a nova vaga de infecções na Europa

No combate contra a pandemia da Covid-19, a Europa enfrenta actualmente um dilema: a maioria dos novos casos de infecção, resultantes da quarta vaga do coronavírus, está entre os que se recusaram a ser vacinados.

26/11/2021 Última atualização 08H55
Opinião

A cultura de paz e não-violência

Abre amanhã a segunda edição da Bienal de Luanda 2021, uma iniciativa em que se juntam o Executivo, a UNESCO e a União Africana para promover a construção de pontes entre gerações dedicadas a uma África pacífica, daí o sugestivo tema do primeiro dia, com o questionamento “Diversidade cultural e patrimonial da África e de suas diásporas: fonte de conflitos ou solo fértil para a paz?”

26/11/2021 Última atualização 08H45
Opinião

O profeta TB Joshua

Na Nigéria, todo o mundo está a seguir a disputa pelo legado do TB Joshua, o chefe de uma mega igreja que faleceu subitamente em Junho passado. Estima-se que TB Joshua deixou uma fortuna de 150 milhões de dólares.