Política

Zacarias da Costa quer criar impactos concretos

Xavier António

Jornalista

O novo secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Zacarias da Costa, afirmou que a prioridade será assegurar que toda a actuação da organização seja guiada pelos objectivos de criar impactos concretos e duradouros na vida dos cidadãos.

18/07/2021  Última atualização 09H04
© Fotografia por: DR
Empossado, ontem, durante a XIII Conferência dos Chefes de Estado e de Governo da CPLP, realizado em Luanda, o antigo chefe da diplomacia de Timor-Leste disse que o alcance da organização, enquanto plataforma de diálogo e de concertação político-diplomática, dependerá da importância que será atribuída pelos Estado-membros.

"Se o nosso objectivo for transformar a nossa organização numa comunidade de pessoas, teremos de implementar a nossa cooperação em todos os sectores e considerar a promoção da Língua Portuguesa como um veículo fundamental para o diálogo e harmonia entre os nossos países”, sublinhou.

Zacarias da Costa disse ser fundamental encarar as diversidades geográficas, sociais e económicas dos Estados-membros como verdadeiros "atributos e valências complementares”, sublinhando que a recuperação pós-pandemia é uma prioridade que exige resposta multilateral efectiva e coordenada. Ao longo da intervenção, o diplomata timorense destacou que a CPLP é uma comunidade jovem, mas que provou o seu relevo, desde os primeiros dias, através da capacidade de concertação que não deve ser subestimada, nem esquecida.


Acordo de mobilidade

Para o novo secretário executivo da CPLP, a aprovação, ontem, em Luanda, do acordo sobre a mobilidade na comunidade lusófona constituiu um marco histórico para a organização, por permitir uma aproximação entre os cidadãos que se encontram espalhados pelos quatro continentes, mas que poderão, um dia, estar unidos por um mesmo sentimento de pertença.

Zacarias da Costa enalteceu o programa de prioridades apresentado por Angola, no quadro da presidência da CPLP, focado na cooperação da comunidade económica e empresarial. "Estou convicto de que apenas uma agenda concreta poderá ter efeitos na prosperidade dos nossos povos”, frisou.

A prioridade estabelecida pelo presidente em exercício da CPLP, asseverou, será a orientação constante do seu mandato que o levará a alcançar consensos e apoiar a implementação das decisões.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política