Opinião

Yoga para um mundo melhor

Bharat Thakur

O grande sucesso que o Dia Internacional do Yoga testemunhou nos últimos anos, em todo o mundo, indica claramente que a Índia tem sido bem sucedida em preservar a antiga tradição às futuras gerações.

19/06/2021  Última atualização 05H40
© Fotografia por: DR
Na Índia, tradicionalmente, qualquer actividade ou evento, seja uma palestra, uma oração ou refeição, terminaria com "Om shanthih shanthih”, que significa "paz, paz, paz para todos”. Este canto resume a visão da civilização indiana e a contribuição duradoura para o mundo, não apenas hoje, mas antes da história registada. Se alguma vez houve uma ciência abrangente que tenha mapeado um caminho para todo o ser humano, sem excepção, para alcançar essas qualidades, esses níveis de realização e posição na vida, então essa ciência é a Yoga.
A Yoga Sutra de Patanjali, um dos textos definitivos sobre yoga, começa com uma profunda declaração de visão: "yogah chitta vritti nirodhaha. tada drushtuh svaroope awasthanam”(yoga é o processo com o qual nós paramos as modificações da mente humana. Então, o vidente está estabelecido no seu estado natural de ser).

Se alguém fosse avaliar qual poderia ser a maior contribuição da Índia, a mais antiga civilização viva do mundo, para a humanidade, pode-se argumentar que é a instituição do guru-shishya, a tradição mestre- discípulo. Da escritura mais antiga da Terra, o Rig Veda, aos Upanishads, aos antigos livros indianos sobre yoga, tanta, ayurveda, astronomia, trigonometria, arquitectura, lei, lógica, alquimia, metalúrgica, as artes...o papel dos iluminados, o professor ou guru tem sido revivenciado e mantido acima de todas as outras conquistas, estações, papéis e relacionamentos na vida. O corpo do material de yoga não foi transmitido através dos livros. Eles foram passados de um mestre iluminado, o guru, para um aluno digno que alcançou o objectivo. Assim, sempre tivemos yogues na Índia, que incorporaram os ensinamentos da Yoga, e é por causa deles, até hoje, que essa corrente na sabedoria antiga permanece relevante.

Para resumir o que os antigos da Índia têm contribuído para o mundo hoje, é que eles disseram que um corpo claro, esclarecido, mente e alma é a melhor contribuição para a paz mundial. E é isso que é a visão do Yoga para iluminar a humanidade. Esse método sempre foi racional. A Yoga não exige que você acredite, ou abandone a sua fé, mas experimente e descubra por si mesmo. É a ciência da auto-realização, de se tornar o melhor que você pode ser.

Uma entre as diversas abordagens da Yoga, e a mais popular nos dias modernos, é Ashtanga-ou a abordagem de oito membros, apresentada no Yoga Sutra. Estes oito membros são Yama ou disciplina, Niyama ou deveres, Asana ou postura, Pranayama ou regulação da força vital, Pratyahaara ou domínio do aparato sensorial, Dharana ou pontualidade, Dhyaana ou meditação, e Samadhi ou ser. Nesta apresentação da Yoga , o corpo físico, a psique e o ser são todos abordados. Yoga pode, portanto, ser descrito como o projecto e um roteiro detalhado para a transmutação de cada ser humano para um Buda, ou o iluminado, e a transformação da sociedade em todo o pacífico, vibrante e alegre.

Com a criação do 21 de Junho como o Dia Internacional do Yoga ( DII) pela Assembleia-Geral das Nações Unidas, em 2015, através dos esforços do Primeiro-Ministro da Índia Narendra Modi, a Yoga entrou agora na consciência popular de toda a humanidade, como sendo o dia não apenas observado, mas celebrado pelos povos de todos os países, que pertencem a diversos chamados, nacionalidades, crenças e orientações.

Isso foi possível porque o Primeiro-Ministro Modi, que é um praticante de yoga, entende o que a Ioga pode fazer a cada ser humano, tornando-o alegre, optimista e amante da paz, e como a Yoga pode transformar a própria estrutura da ordem mundial. Ioga melhora indivíduos individuais e melhores formarão uma sociedade melhor, país e mundo.

Nas duas últimas décadas, e particularmente nos últimos anos, a Ioga tornou-se um portal através do qual o mundo em geral se conectou com o apelo real e intemporal da Índia, seu poder brando. A razão pela qual a Índia já foi responsável por 25% do PIB mundial, e foi do conhecimento do mundo, são os seus fortes e visionários valores civilizacionais, que estão inseridos na sua herança de Yoga. A crescente popularidade global da Yoga e do Dia Internacional do Yoga pode ajudar a alcançar o mesmo novamente.

Numa altura em que o mundo olha como lidar com grandes saltos em tecnologia, como passar para o próximo nível da evolução, sem ser vulnerável a conflitos, sem ter que pagar o preço da pobreza, doença e exclusão, o Yoga está a tornar-se uma óptima ferramenta para forjar e fortalecer as relações entre os líderes que o apreciam, as pessoas que o praticam e, portanto, entre todas as partes interessadas da comunidade global. O Dia dedicado à Yoga ajuda a Índia a preservar este fluxo de bem-estar relevante para as gerações actuais e futuras da humanidade.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Opinião