Política

Voos directos entre Luanda e Istambul a partir de Outubro

Bernardino Manje

Jornalista

Angola e a Turquia estarão, em breve, a ser servidos por uma ligação directa através das companhias aéreas de bandeira dos dois países, a TAAG e a Turkish Airlines. Segundo o Presidente João Lourenço, o acordo no domínio dos transportes aéreos, assinado, na terça-feira, entre os Governos dos dois países, vai viabilizar o aumento das trocas e das viagens de negócio e de turismo entre angolanos e turcos.

29/07/2021  Última atualização 08H10
Acordo entre Angola e a Turquia, no domínio dos transportes aéreos, foi assinado na terça-feira © Fotografia por: Kindala Manuel | Edições Novembro| Ankara
Sobre o assunto, o ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, anunciou, para Outubro, o início da ligação aérea entre Luanda e Istambul, com duas frequências semanais em regime de partilha de código (code share, em inglês).
Em declarações à imprensa, o ministro esclareceu que o acordo vai permitir que os passageiros da TAAG, a partir de Luanda, possam, com um bilhete único, acessar à ligação para Istambul, bem como à rede de rotas da Turkish Airlines e vice-versa.

O segundo passo do acordo é dado, hoje, em Istambul, quando as direcções da TAAG e  da Turkish Arlines assinarem os termos dos detalhes do referido instrumento. A Turkish Arlines ganhou, várias vezes, o título de melhor companhia da Europa e é uma das melhores do mundo.

"Pensamos que é um acordo muito positivo entre as duas companhias aéreas e os dois países, acima de tudo, por ser o primeiro passo para abrirmos os caminhos para a cooperação estratégica anunciada pelos Presidentes João Lourenço e Erdogan, no sentido de reforçarmos os laços de cooperação e de negócios com a Turquia, um país moderno, com grande capacidade e que pensamos ser um parceiro importante para o nosso país”, considerou Ricardo de Abreu, que integrou a delegação governamental que acompanhou o Chefe de Estado a Ankara.

Sobre as tarifas, o ministro esclareceu que um dos objectivos do sector que dirige é garantir que haja um alto nível de competitividade para as rotas do nosso país, lembrando que o acordo com a Turkish Airlines "não é o primeiro que Angola celebra”. Isso, disse, permite que existam várias opções por parte dos passageiros e os preços sejam acessíveis. "O nosso propósito é assegurar mais ligações, oportunidades e preços acessíveis. Esta é uma matéria de âmbito comercial, mas os preços não vão estar longe daqueles que são praticados no mercado”, garantiu.

No total, foram assinados dez instrumentos de cooperação, durante a visita de dois dias do Chefe de Estado à Turquia. Entre os acordos, destaque para o Memorando sobre a Isenção de Vistos em Passaportes Diplomáticos, de Serviço e Especial, o Memorando de Entendimento sobre o Estabelecimento de Mecanismos de Consultas Políticas entre o Ministério das Relações Exteriores de Angola e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Turquia, o Memorando de Entendimento entre a Academia Diplomática do Ministério das Relações Exteriores de Angola e a Academia Diplomática do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Turquia.

Consta ainda dos instrumentos assinados o Acordo para a Promoção e Protecção Recíproca de Investimentos, o Memorando de Entendimento entre o Instituto Nacional de Apoio às Micro, Pequenas e Médias Empresas de Angola e a Organização de Desenvolvimento de Pequenas e Médias Empresas da Turquia, o Memorando de Entendimento entre o Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás de Angola e o Ministério da Energia e Recursos Naturais da Turquia sobre a Cooperação nos domínios dos Hidrocarbonetos e Minério.


Bernardino Manje| Ankara
 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política