Cultura

Vida e obra de Neto exposta na Argentina

A exposição fotográfica intitulada “António Agostinho Neto, uma vida de entrega” está patente desde sábado até a primeira semana do mês de Setembro, nas salas 1 e 2 do Museu Nacional Estância Jesuítica de Alta Gracia, província de Córdoba, na Argentina.

08/08/2022  Última atualização 08H40
Mostra fotográfica na Argentina celebra centenário de Neto © Fotografia por: DR

A cerimónia de inauguração da exposição foi presidida pelo director  do museu, Tomás Bondone, e contou, igualmente, com a presença do terceiro secretário da representação diplomática de Angola em Buenos Aires,   Vladimiro Martins,  e do representante da Fundação Dr. António Agostinho Neto na República da Argentina, Ramiro Fuentes Tellechea.

Uma nota de imprensa da Embaixada de Angola na República da Argentina faz saber que a exposição faz parte das actividades programadas pela Fundação Dr. António Agostinho Neto, no âmbito do centenário de nascimento do Primeiro Presidente e Fundador da Nação.

A exposição fotográfica "António Agostinho Neto, uma vida de entrega” será transportada,  a posterior, para Buenos Aires, onde terá lugar o acto central local dos festejos em alusão ao 17 de Setembro.

Os interessados a visitar a exposição fotográfica tomarão contacto com 18 imagens que retratam a vida e obra de António Agostinho Neto, o político e poeta que lutou pela Independência de Angola e pelos direitos do povo angolano.

"A exposição está num espaço construído por escravos africanos, incluindo um grande número de angolanos que, trazidos por obrigação, acabaram por adoptar esta terra como a sua e lutaram pela Independência da Argentina durante o século XIX”, disse Ramiro Fuentes Tellechea, representante da Fundação Agostinho Neto em terras do Papa Francisco.

Ramiro Fuentes Tellechea, que falava em conferencia de imprensa à margem da inauguração da exposição, realçou que a mostra "Agostinho Neto, uma vida de entrega” está exposta num espaço considerado Património Mundial pela Unesco, desde o ano 2000.

O terceiro secretário da Embaixada de Angola na Argentina, Vladimiro Martins, assegurou, na ocasião, que a instituição diplomática continuará a prestar todo o apoio na divulgação da figura e obra de Agostinho Neto, lembrando que uma mostra com o mesmo propósito foi realizada na cidade de Junín, província de Mendoza.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura