Regiões

Vias de acesso no Luena estão a ser requalificadas

Os trabalhos de melhoria e requalificação das vias de acesso na cidade do Luena, província do Moxico, permitiram já a reabilitação de mais de 20 quilómetros em troços que dão acesso aos bairros Social da Juventude, Zorro e 4 de Fevereiro, segundo o director do Gabinete de Infra-estruturas e Obras Públicas, Victor Pedro.

05/10/2019  Última atualização 08H22
Edições Novembro © Fotografia por: Panorâmica da cidade do Luena onde estão em execução várias obras

“Neste momento, está a ser intervencionado o troço que liga a Escola Superior Politécnica ao Hospital Municipal, num percurso de dois quilómetros”, disse Victor Pedro, acrescentando que os trabalhos estão a ser executados por uma empresa Zambiana, que prevê ainda, no próximo mês, dar início às obras nos troços Lucusse/Lubala Caquengue e Caripande até à vila de Cazombo.
Victor Pedro garantiu que a empresa contratada tem demonstrado capacidade técnica, que pode ajudar a fazer com que o Moxico, com 3.744 quilómetros de estrada fundamental, deixe de ser uma das províncias com menos troços asfaltados e terraplanados.
“Na medida em que as condições financeiras forem melhorando, o Governo vai dar continuidade às acções de asfaltagem em alguns troços, para permitir a mobilidade”, sublinhou Victor Pedro, afirmando que no troço entre a tipografia e a Escola Superior Politécnica do Moxico, além do asfalto, se prevê ainda a colocação de passeios e iluminação pública.
No que toca ao fornecimento de energia eléctrica à cidade do Luena, o director do Gabinete Provincial de Infra-estruturas e Obras Públicas disse que, com a entrada em funcionamento da nova central térmica, as dificuldades diminuíram consideravelmente.
A ENDE, acrescentou, está a fazer o levantamento, em todos os bairros, no sentido de abranger mais habitantes com energia eléctrica.
Falando sobre o abastecimento de água, Victor Pedro disse que dos dois sistemas de captação apenas o do Lumeje está a funcionar, garantindo, com alguma dificuldade, a distribuição em várias zonas da cidade do Luena.
O sistema de captação do rio Luena, ainda de acordo com Victor Pedro, está paralisado, devido aos trabalhos de desassoreamento, mas a empresa de águas (EPAS) garantiu que está a trabalhar para normalizar a situação.
O director do Gabinete de Infra-estruturas e Obras Públicas assegurou que o Governo Provincial do Moxico tem vários projectos e, com o arranque do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), vai-se dar prioridade a várias acções, com destaque para a reabilitação das vias de acesso às áreas de cultivo e não só.
No quadro das acções programadas pelo Governo, até 2020, prevê-se também a construção de pontes, escolas e sistema de captação e distribuição de água potável e de fornecimento de energia eléctrica.

População aplaude obras em curso

Habitantes da cidade do Luena encorajam o Governo da Província do Moxico a continuar com as acções de melhoria das vias de acesso, para permitir a livre circulação de pessoas e bens e as trocas comerciais.
Dionísio Mafuta, morador do bairro Zorro, arredores da cidade do Luena, disse ao Jornal de Angola que a requalificação das vias de acesso é uma medida acertada, que deve continuar para se acabar com os charcos durante a época chuvosa.
“O Governo da província está a fazer um excelente trabalho no que tange ao melhoramento de jardins e passeios”, disse Dionísio Mafuta, acrescentando que, em 17 anos de paz, nunca houve uma intervenção profunda como a que está a ser feita.
Por outro lado, Gabriel Mussole, morador do bairro Kapango, satisfeito com a colocação de asfalto no troço entre a tipografia e a Escola Superior Politécnica, disse que a iniciativa traz benefícios aos estudantes que frequentam diariamente a via e aos habitantes da região. Gabriel Mussole solicitou ao Governo da província do Moxico no sentido de mobilizar recursos para asfaltar também o troço que parte do condomínio de quadros até à stocagem de combustíveis e gás. “É um troço importante, porque dá acesso também ao Hospital Municipal.”
Sobre a iluminação pública, através de energia solar, Gabriel Mussole pediu que o plano contemplasse todos os bairros da periferia, para desencorajar a criminalidade, que se regista principalmente na calada da noite.
Segundo Gabriel Mussole, com a entrada em funcionamento da nova central térmica, inaugurada recentemente pelo Presidente da República, a interrupção de energia na cidade do Luena deixou de existir.
“Temos energia todos os dias e isto nos alegra bastante, os frescos estão a ser bem conservados, as noites deixaram de ser longas como antes, porque a família passa um bom tempo a assistir os programas na televisão”, afirmou o munícipe Gabriel Mussole, apelando aos consumidores a honrar os compromissos no pagamento da luz, para compensar os gastos em combustíveis e manutenções.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões