Cultura

Vencedores do “FestiAngola” são anunciados em Setembro

Mário Cohen

Jornalista

Os vencedores da primeira edição do Festival Nacional da Canção “FestiAngola” são anunciados durante uma gala a ser realizada no dia 17 de Setembro, em Luanda, em homenagem ao primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto.

21/07/2021  Última atualização 06H00
Festival da Canção é uma mais valia para a descoberta de talentos e o futuro da música angolana © Fotografia por: Rafael Tati | Edições Novembro
A informação foi avançada ontem, em conferência de imprensa, na capital, pelo PCA do grupo Boavida, Tomazs Dowbor, que organiza o festival, em parceria com o Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, com o objectivo de valorizar e desenvolver os vários géneros musicais a concurso como o semba, kizomba e kuduro.

Durante a conferência de imprensa, o ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, disse que o "FestiAngola” é um concurso pertinente que surge num momento oportuno e que visa a valorização da conquista de Angola nos domínios do ganho da paz e da reconciliação nacional.

Jomo Fortunato afirmou que o departamento ministerial que dirige tem outros projectos em relação à música, mas pensa que a concretização deste Festival Nacional é urgente para a divulgação, promoção e  desenvolvendo da cultura nacional, através da canção.

O governante disse que o concurso vai movimentar músicos, compositores e instrumentistas, particularmente, os jovens que produzem os vários estilos musicais mostrando todo potencial na arte de cantar.
O conteúdo das canções, disse o ministro, devem ser de preferência questões que abordam a "nossa pátria, o respeito pelos símbolos nacionais e questões de bom comportamentos e exemplos".

O festival, explicou, tem uma dimensão nacional e os concorrentes são chamados a compor temas em línguas nacionais e em português, tendo o evento uma função mobilizadora e pedagógica que visa a mudança de comportamentos.
O PCA do grupo Boavida disse que sempre foi intenção da empresa apoiar actividades que contribuem para o desenvolvimento da cultura nacional. "É a nossa identidade porque vivemos todos no mesmo país.”

Para Tomazs Dowbor o festival vai decorrer durante 60 dias, período para a selecção dos concorrentes que vão participar na gala final. Os concorrentes a nível na-cional podem fazer as suas inscrições pelo site www.festiangola.ao.com, para o qual podem enviar as canções.

O Dia do Herói Nacional, disse, foi escolhido pela  organização para a realização da gala, por ser uma data em que o país celebra os feitos daquele que foi uma grande figura da cultura nacional.
Para o director Nacional da Cultura, Euclides da Lomba, o "FestiAngola” é um projecto de canção a nível nacional dirigida aos jovens e uma mais valia para que os futuros executantes da música angolana possam mostrar  o seu talento.

"É de louvar a parceria do grupo Boavida, porque neste período é fundamental por causa da Covid-19 que mutilou as actividades culturais no país, porque o Estado não tem disponibilidade para realizar todos os eventos”, afirmou Euclides da Lomba, tendo acrescentado que os festivais acabam por ser a principal  identificação cultural e de descoberta de novos valores.

O primeiro classificado do festival vai receber da organização  um milhão de kwanzas e um troféu com a imagem de Agostinho Neto, uma figura  com grande simbolismo na cultura nacional, o segundo receberá quatrocentos mil kwanzas, enquanto o terceiro, duzentos mil kwanzas.

O júri desta primeira edição do FestiAngola é composto por duas grande figuras do music hall nacional, Carlos Larmartine e Euclides da Lomba.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura