Gente

Vencedor do Africomics Angola lança livro de banda desenhada

Victória Ferreira

O artista Nzaous vencedor do concurso Afromics lança no próximo dia 6 de Novembro a primeira obra de banda desenhada intitulada "Taú", no Centro Cultural Angola-Brasil.

23/10/2021  Última atualização 18H20
© Fotografia por: DR

Segundo Nzaous, pseudónimo artístico de Nza Aliemene Ferreira Costa, o livro de 40 páginas é uma obra de ficção que traz acção e fantasia. 

O autor esclarece ainda que a obra, com  enredo envolto em mistérios, conta a estória do jovem Taú a quem foi dado o poder de continuar o legado dos seus ancestrais passado pelo seu bisâvo de lutar contra as forças do mal que causavam destruição e trazer a paz e harmonia no seu reino.

"Nesta luta Tau, o personagem principal vai enfrentar muitas dificuldades até conseguir vencer as batalhas e cumprir com o legado”, conta Nzaus para explicar que "no fundo o que quero transmitir é a coragem e a força de não desistirmos dos nossos desafios”, enfatizou. 

Nzaos disse ainda que a obra é uma saga de dez livros e são experiências de várias séries de desenhos que foi vendo e sente-se realizado pela publicação, pois levou cinco anos para concluir. "Tive muitas dificuldades porque fiz tudo sozinho e sem apoios nem patrocínios, desde os desenhos, pintura, textos, acabamentos, e produção”, afirmou, revelando para os próximos, a aposta em séries de humor.

Concurso

Nzaous venceu o concurso Africomics – Um traço para Angolano, Oficina de Banda desenhada promovido pelo Goethe-Institut Angola, representante cultural da República Alemanha em Angola. No concurso, cujo tema denominado foi "Se a África não fosse colonizada”, realizado de 20 a 22 de Setembro fez dupla com o seu colega Manuel kiala Afonso, tendo como prêmio uma viagem ao Ghana onde vão representar Angola na oficina de banda desenhada daquele país africano.

As obras dos participantes do referido concurso fazem parte da exposição de Henrique Abrantes, no Memorial Agostinho Neto, em Luanda, aberto no dia 15 e termina no fim de Outubro.

Natural do Lubango, província da Huíla, Nzaous tem uma grande paixão pelas artes gráficas, pelo que não se lembra de quando e como começou a desenhar. "Simplesmente sei que desenho desde sempre”. enfatizou.  

A viver em Luanda desde 1994, Nzaous fez o curso médio de Construção Civil, no Instituto Industrial de Luanda. Licenciado em Arquitectura e Urbanismo é um jovem empreendedor, criou a empresa IKIdesenhos onde trabalha em criações de móveis personalizados, como cozinhas, guarda roupas entre outros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Gente