Política

Vão hoje a enterrar restos mortais do professor Manuel Difuila

O antigo responsável dos estudantes do MPLA na ex-União Soviética e professor universitário Manuel Difuila falecido sábado (8), vítima de doença, aos 79 anos de idade, em Luanda, vai hoje a enterrar, no cemitério do Benfica, numa despedida precedida de uma cerimónia oficial das exéquias no Quartel-General das Forças Armadas Angolanas (ex-RI20).

11/01/2022  Última atualização 07H28
Manuel Difuila foi membro do Comité Científico Internacional para a redacção da História Geral de África © Fotografia por: DR
A propósito do falecimento, o Secretariado do Bureau Político do Comité Central do MPLA manifestou domingo, em mensagem de condolências, "profunda consternação, pela morte do professor Manuel Maria Difuila”, que ingressou nas fileiras do partido em 1962.

Foi chefe do Departamento das Organizações Internacionais da Secretaria do Estado da Cooperação, chegando a director nacional da Cooperação da Secretaria do Estado da Cooperação. Nesta hora de dor e luto, o MPLA curva-se perante a memória do malogrado, reiterando os votos de consternação endereçados à família.

Manuel Difuila foi membro do Comité Científico Internacional para a redacção da História Geral de África e, nesta condição, participou em várias conferências gerais de agências do sistema das Nações Unidas, como a FAO, OIT, UNESCO, assim  como em cimeiras dos Países Não-Alinhados.

Segundo o MPLA, é "um profundo golpe sobre a intelectualidade angolana  a morte do professor Manuel Difuila, incontornável figura académica nacional, titular de um irrefutável legado que serve de afirmação de várias gerações de investigadores, estudantes e actuais dirigentes do país, nas mais diversas esferas”.

Destacado sindicalista, Manuel Difuila foi um dos esteios da fundação e solidificação da União Nacional dos Trabalhadores Angolanos (UNTA), das mais antigas, conhecidas e sólidas instituições sindicais do país, e sempre pleiteou para a melhoria das condições de vida e laborais.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política