Sociedade

Universitários debatem promoção da cultura de paz

Adolfo Mundombe/Huambo

Jornalista

A promoção da cultura de paz e do desenvolvimento socio-económico e cultural, bem como o contributo das igrejas no contexto da pacificação do país foram os temas do 1º Fórum Juvenil Universitário realizado, ontem, no Huambo, por iniciativa do secretariado executivo provincial da JMPLA.

24/04/2022  Última atualização 10H25
Governadora abriu o fórum © Fotografia por: DR

A governadora da província do Huambo, Lotti Nolika, disse, no acto da abertura, que, independentemente da filiação partidária, crença religiosa e origem étnica, os jovens universitários são todos chamados a cultivar o espírito de paz, perdão e tolerância, para evitarem os erros do passado.

"A paz é a maior herança que, depois da Independência, podemos deixar às futuras gerações”, considerou Lotti Nolika, para quem "é preciso” que os jovens a preservem. Pediu aos jovens universitários que ponham em prática os temas abordados.

A governadora referiu-se, igualmente, ao comportamento que os jovens devem ter nas próximas eleições gerais, previstas para Agosto. "Vós, os jovens, devem primar por uma conduta responsável, tolerante e comprometida com a paz, rumo ao desenvolvimento do país”, defendeu.

Ismael Jamba, primeiro  secretário interino executivo provincial da JMPLA, mostrou-se congratulado com a colaboração das universidades na realização do fórum. Depois do calar das armas, disse, é necessário saber que a paz vai além das hostilidades militares.

"A paz é, também, a prática do diálogo constante na relação entre pessoas, a postura democrática, o respeito das instituições, a tolerância com o próximo e o respeito pela diferença”, lembrou.

Ismale Jamba disse ser possível tornar eterna a paz duramente alcançada. Para tal, sublinhou, basta que cada angolano compreenda o quão é desnecessária, amarga e destrutiva a guerra. "É função de todos, principalmente da juventude, construir um país reconciliado e em paz”, concluiu.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade