Especial

Universidade acusa autoridade de incumprimento do acordo

Lourenço Bule

Jornalista

O coordenador da Escola Superior Pedagógica da Universidade Cuito Cuanavale (UCC), província do Cuando Cubango, André Tchipaco, acusou terça-feira, na cidade de Menongue, o Governo local de não honrar com o “memorando de entendimento” celebrado, para a devolução das suas instalações de ensino no prazo preconizado.

24/12/2021  Última atualização 08H35
Universidade Cuito Cuanavale © Fotografia por: DR
Em declarações à imprensa, no final da cerimónia de fim de ano, André Tchipaco disse que, no ano passado e com o número de casos de Covid-19 a aumentarem na província, o Governo da Província solicitou as instalações da Escola Pedagógica da UCC para servir como Centro de Quarentena Institucional e, em contrapartida, ia ceder uma outra instalação, onde seriam ministrados os cursos de Biologia e Matemática.

Essa situação tem criado inúmeros transtornos aos estudantes e, passados cinco meses desde o final da data acordada, o Governo do Cuando Cubango ainda não se pronunciou sobre o caso. Contudo, entregou à UCC uma escola do Ensino Primário, ao bairro Castilho, que não tem condições favoráveis a um ensino digno.

Actualmente, aguarda-se por um pronunciamento do Governo do Cuando Cubango, para que, no caso de não haver ainda condições de se devolver as instalações da Escola Pedagógica do Tucuve, serem adjudicadas outras acomodações de ensino, onde seja possível instalar-se melhor, diferente das condições que oferece a Escola Primária do bairro Castilho.

André Tchipaco disse que a direcção da Universidade Cuito Cuanavale vai procurar manter um encontro com o novo governador do Cuando Cubango, José Martins, para que o mesmo possa pôr fim ao constrangimento que muito afecta os estudantes, principalmente os do curso de Biologia, que não têm aulas práticas por falta de laboratórios.
Fez saber que a situação está a afectar o processo de ensino e aprendizagem de mais de 600 estudantes dos cursos de Biologia e Matemática.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Especial