Política

UNITA preocupada com morosidade na emissão do cartão de munícipe

Alfredo Ferreira | Caxito

Jornalista

O secretário provincial para os Assuntos Eleitorais da UNITA no Bengo, Elisário de Oliveira, manifestou-se preocupado com a morosidade registada, ontem, na emissão do cartão de munícipe, na província.

24/09/2021  Última atualização 05H00
Mara Quiosa fez a entrega do primeiro Cartão de Munícipe © Fotografia por: Maria João | Edições Novembro | Bengo
"É preocupante. Espero que haja melhorias no processo de emissão do documento para não criar transtornos aos cidadãos. Se essa situação prevalecer, acredito que vão ser emitidos apenas dois cartões em cada hora de serviço”, disse, à margem do acto de abertura do Balcão Único de Atendimento Público (BUAP) no município do Dande.
"Nas localidades, onde o acesso é difícil e ficam muito distantes das sedes municipais e comunais, como será que os cidadãos vão obter os seus cartões?”, questionou.
Ambriz e Dande
Na abertura do Balcão Único de Atendimento Público (BUAP), a governadora do Bengo, Mara Quiosa, explicou que, numa primeira fase, o processo de Registo Eleitoral Oficioso vai decorrer apenas nos municípios do Dande e Ambriz.
Segundo a governadora, nos restantes quatro municípios, o processo apenas será realizado na segunda fase. "O Registo Eleitoral Oficioso deve ser feito de forma presencial, no BUAP, bastando para o efeito que o cidadão se apresente com o seu Bilhete de Identidade ou Cartão de Eleitor, e um comprovativo de morador, dando lugar a emissão do Cartão de Munícipe”, esclareceu.
Avançou que nas localidades de difícil acesso, onde não existem serviços de emissão de Bilhete de Identidade, "será feita a emissão do Cartão de Eleitor, para os cidadãos nacionais nascidos entre 1998 e 2004, com base em testemunhos das autoridades tradicionais locais e entidades religiosas, utilizando um formulário próprio, para o efeito”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política