Política

UNITA elege hoje novo presidente

A União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA) elege, hoje, durante o último dia do XIII Congresso, que decorre desde o dia 2 deste mês, o novo presidente do maior partido da oposição angolana, depois da anulação, pelo Tribunal Constitucional, da liderança de Adalberto Costa Júnior.

04/12/2021  Última atualização 10H55
© Fotografia por: DR
Enquanto candidato único, Adalberto Costa Júnior concorre  à sua própria sucessão, mostrando-se ponderado quanto à realização que, segundo ele, está a ser acompanhada por muitos angolanos preocupados com o futuro.
No primeiro dia do Conclave, o actual presidente do partido, Isaías Samakuva, afirmou que o Congresso só será útil se ajudar o partido a sair da actual crise e sanar as divergências internas actuais.   Isaías Samakuva referiu, igualmente, que o momento serve para consolidar estratégias políticas, que permitirão a UNITA sair das "águas turvas”, "lodosas” de suspensões e acusações gratuitas exisitentes no seio do Galo Negro, e construir, bem como consolidar a unidade e coesão interna do partido sem deixar ninguém de fora”. 
 De acordo com o presidente da UNITA, depois do acórdão do Tribunal que chumbou o último Congresso, o exercício não será fácil na situação em que se encontra o partido, pois, vai exigir coragem, humildade, patriotismo e sentido de missão.  
Alertou que o partido pode perder tudo o que conquistou se agir de modo intriguista, revanchista e imediatista, apelando aos seus companheiros para se reinventarem, uma vez que nesse combate quem tentar contra os pilares da unidade e identidade da UNITA não terá sucesso.  O dia de ontem ficou reservado a trabalhos internos, ao passo que no dia 1 de Dezembro deste a  Comissão Política da UNITA suspendeu três membros da direcção, por quebra de confiança e  violação dos estatutos do partido.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política