Política

UNITA defende mais verbas para a Educação

Adelina Inácio

Jornalista

A UNITA apelou, quarta-feira, em Luanda, ao Governo a alocar mais recursos financeiros para o funcionamento das escolas e centros de formação profissional.

17/09/2021  Última atualização 08H10
Responsável da Educação e Ensino Superior da UNITA © Fotografia por: DR
O responsável da UNITA pela área da Educação e Ensino Superior, Manuel Correia , que  falou em conferência de imprensa, defendeu, igualmente, mais recursos para a formação e actualização contínua dos docentes, equilíbrio entre a rede escolar pública e privada, maior fiscalização de toda a actividade de formação e aumento do orçamento do sector da Educação até atingir a média dos países da SADC.
Para a UNITA, o   encerramento dos cursos de Matemática, Biologia, Física e Química, bem como os cursos de licenciatura em Filosofia, Pedagogia e Psicologia no Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) não ajuda a melhorar a qualidade da educação e ensino no país. De acordo com a UNITA , até Março de 2021, Angola tinha dois milhões e meio de crianças e jovens, com idades entre 4 e 17 anos fora do sistema do ensino escolar. Este número, acrescentou, aumentou para cinco milhões este ano.
Manuel Correia entende que o sistema de educação e ensino deve, também, contribuir para o aumento da competitividade económica e a redução das assimetrias regionais. Para a UNITA, a qualidade do ensino passa pela criação de oportunidades de emprego e maior qualificação de recursos humanos e melhoria da qualidade de vida das populações.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política