Política

UNITA apela à adesão ao registo

André Brandão| Ndalatando

O secretário provincial da UNITA no Cuanza-Norte, Francisco Fernando Falua, apelou, em Ndalatando, aos líderes religiosos, sobas e associações juvenis a mobilizarem os cidadãos para o registo eleitoral, que inicia no dia 23, com espírito patriótico, bom senso e o respeito aos partidos políticos.

13/09/2021  Última atualização 11H18
© Fotografia por: DR
Francisco Fernando Falua falava num encontro com membros da sociedade civil e  partidos políticos, sob o lema "Por Eleições Livres, Justas e Transparentes, todos ao Registo Eleitoral”.

Para o político,  o registo eleitoral é a condição principal  e incontornável para mais um exercício de cidadania, em 2022, quando todos forem chamados a  eleger o Presidente da República e os deputados.

As eleições, sublinhou, representam competição entre dois ou mais concorrentes que devem ter tratamento igual, à luz da Constituição da República e da Lei dos Partidos Políticos. "A tão propalada fraude não acontece somente no dia do voto, ela começa logo que termina cada eleição, os símbolos partidários colocados nas cidades e vilas 24 ou 48 horas depois são retirados no calar da noite por elementos de outras associações, factos que constituem uma irregularidade”, disse.

O secretário provincial reiterou que  tudo fará  para contrapor os cinco zero que sempre perdeu na província. Saudou a decisão do PR de  devolver a Lei de Alteração à Lei Orgânica sobre as Eleições Gerais à Assembleia Nacional para reapreciação.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política