Mundo

União Africana pede fim das sanções da UE ao Zimbabwe

JA Online

O presidente da Comissão da União Africana (UA), Moussa Faki Mahamat, pediu, esta quarta-feira, a levantamento "imediato e incondicional" das sanções da União Europeia (UE) e dos Estados Unidos contra o Zimbabwe porque afectam o crescimento do país.

25/10/2023  Última atualização 12H47
© Fotografia por: DR

Segundo o comunicado do secretariado da organização, citado pela Lusa, o presidente da comissão "renova mais uma vez o pedido de longa data da União Africana para o levantamento imediato e incondicional das sanções impostas contra instituições e indivíduos da República do Zimbabwe".

O documento explica, igualmente, que "Moussa Faki Mahamat continua profundamente preocupado com o impacto negativo que as sanções continuam a ter no desenvolvimento socioeconómico do Zimbabwe, no meio da actual crise alimentar e energética mundial".

Reafirmou, ainda, o "compromisso" da UA em apoiar os "esforços" do Zimbabwe "para o levantamento total das sanções" à margem das celebrações do Dia Anti-Sanções que a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) celebra todos os anos em 25 de Outubro a partir de 2019.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo