Mundo

Turquia alerta para nova onda de migração

O presidente do Parlamento da Turquia, Mustafa Sentop, disse, ontem, que o seu país não pode receber mais imigrantes e considera “inevitável” uma nova onda migratória, enquanto a União Europeia “não cumprir as promessas”.

20/09/2021  Última atualização 09H30
Migrantes de vários países busacam asilo na Turquia © Fotografia por: DR
Em entrevista escrita à agência EFE, por ocasião de uma visita oficial a Madrid, Espanha, Sentop aponta como "irresponsável e contrária à razão e à justiça” a sugestão de alguns políticos europeus de que uma futura onda de refugiados afegãos permaneça na Turquia, em vez de se mudar para a União Europeia (UE).

"Enquanto a UE não cumprir as suas promessas e não tomar as iniciativas humanitárias necessárias, a onda de migração não pode ser evitada. A Turquia não pode acolher mais migrantes. Todos têm de assumir a sua quota-parte de responsabilidade”, disse o presidente do Parlamento turco.
Durante a visita de três dias à capital espanhola, Mustafa Sentop vai reunir-se com o presidente do Congresso, Meritxell Batet, e com o presidente do Senado, Ander Gil, entre outros políticos  espanhóis.

Mustafa Sentop, 53 anos, é, desde 2011, deputado do partido islâmico conservador AKP, fundado pelo actual Presidente turco Recep Erdogan.
Na entrevista à EFE, o presidente do Parlamento turco garante que Ancara conta com Madrid nos seus esforços para integrar a UE, assegurando que "o apoio espanhol é muito importante perante os países que têm um preconceito contra a Turquia”.

"Ultimamente, as nossas relações com a UE não estão a progredir como desejávamos”, admitiu Sentop, observando que "os problemas surgem do lado da UE”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo