Sociedade

Tumor de quatro quilos foi retirado com sucesso

Alexa Sonhi

Jornalista

Um paciente, de 26 anos, que padecia, há mais de dez anos, de um tumor com quatro quilos na mandíbula, foi operado com sucesso, por uma equipa de especialistas da área de maxilo-facial do Hospital Josina Machel-Maria Pia.

18/06/2021  Última atualização 05H15
Doente está em recuperação © Fotografia por: Contreiras Pipa/ Edições Novembro
Na operação, que durou cinco horas, além de dois médicos maxilo-faciais que dirigiram a operação, estiveram também envolvidos outros especialistas de otorrinolaringologista, anestesistas, cirurgião geral, instrumentistas, hemoterapia intensivista e outras áreas, perfazendo um total de dez profissionais.

O cirurgião maxilo-facial Agnelo Lucamba, que liderou a equipa da operação cirúrgica, confirmou que o tumor retirado do jovem era benigno, pesava quatro quilos e tinha uma extensão de mais de 30 centímetros.

Agnelo Lucamba explicou que o paciente chegou ao Hospital Josina Machel com o tumor em estado muito avançado, o que lhe provocava já dificuldades para se alimentar e dormir, dada ao inchaço que acometia a mandíbula toda.

O médico referiu que o tumor causava um aspecto bastante aviltante, tendo em conta que as pessoas olhavam para o paciente e viam-no como alguém estranho ou alguém fora do normal.
Antes de acorrer ao Hospital Josina Machel, conta o especialista, o paciente já tinha estado em outras unidades clínicas, onde não chegou a encontrar solução. "Nalguns desses locais, diziam que não há médicos especialistas e, noutros, que não haviam condições materiais para se fazer uma operação daquela natureza”.

O especialista em cirurgia maxilo-facial avançou que, antes da cirurgia, o paciente ficou num período de internamento de três meses, com vista a ser devidamente estudado e preparado, tendo em conta que se tratava de uma cirurgia bastante complexa.

Segundo o médico, além de ser retirar o tumor, na cirurgia fez-se, também, uma "plastia”, que é um processo de reconstituição da face, para devolvê-la a um padrão normal.

A referida intervenção, excplicou Agnelo Lucamba,  deveu-se ao facto de que, durante o tempo em que o jovem teve o tumor, a face tinha ficado totalmente deformada e o paciente andou com dificuldades em deglutir.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade