Mundo

Tropas do Rwanda têm apoio financeiro europeu

O responsável da missão da União Europeia (UE) em Moçambique, destinada a treinar tropas contra a insurgência armada em Cabo Delgado, o vice-almirante Hervé Bléjean, admitiu, sexta-feira (28), o apoio financeiro europeu ao Rwanda, que tem militares destacados na região Norte do país lusófono.

29/01/2022  Última atualização 06H40
Contingente militar rwandês ajudou na reconquista de Palma © Fotografia por: DR
Segundo a Lusa, durante uma audição na sub-comissão de Segurança e Defesa do Parlamento Europeu, o vice-almirante Hervé Bléjean, director da Capacidade Militar de Planeamento e Condução da missão militar da UE (EUTM) em Moçambique, referiu que o Rwanda solicitou "um maior apoio financeiro” à União Europeia e que o chefe da diplomacia europeia "está bastante determinado a responder favoravelmente”.
"Recentemente, a 9 de Janeiro de 2022, teve lugar uma reunião de defesa e segurança entre Moçambique e o Rwanda, na qual este país recebeu um pedido dos moçambicanos para continuar o seu apoio contra o terrorismo. Parte da negociação foi uma oferta de formação em exercício a ser fornecida às tropas destacadas na província de Cabo Delgado”, relatou Bléjean.

"Nesta fase não se conhecem pormenores precisos, mas isto pode ser positivo e complementar aos esforços de formação de EUTM e confirma a necessidade de coordenação entre Moçambique e as forças rwandesas, que também se aproximaram da UE para um maior apoio financeiro através do Mecanismo de Apoio à Paz Europeu”, prosseguiu.

O Rwanda tem cerca de mil homens no terreno e liderou, em conjunto com militares moçambicanos, a reconquista de praças-fortes dos rebeldes islâmicos, começando pela vila de Palma.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo