Desporto

Tricolores defrontam marroquinos do AS Salé

Melo Clemente|Kigali

Jornalista

Com os olhos postos nas meias-finais, a formação do Petro de Luanda defronta, hoje, a partir das 13h30, no Arena de Kigali, a similar do AS Salé de Marrocos, na primeira partida dos quartos-de-final da segunda edição da Basketball African League (BAL).

21/05/2022  Última atualização 12H40
© Fotografia por: DR

O desafio desta tarde reveste-se de capital importância para os dois contendores, que estão proibidos de falhar inúmeras vezes, sob pena de regressar de forma precoce para casa.

A fase do "mata-mata" obriga as equipas a atingirem a perfeição. Depois de terem preparado, convenientemente, o desafio desta tarde, os pupilos de José Neto vão procurar colocar em prática a estratégia que traçaram.

Apesar de ter assegurado, de forma apertada, o apuramento para os quartos-de-final da  competição, a formação do AS Salé constitui um grande obstáculo para os campeões nacionais, que estão apostados em erguer o título continental, que se encontra em posse do Zamalek do Egipto.

Aliás, os marroquinos do AS Salé ostentam o estatuto de melhor ataque, das oito equipas que se encontram na capital rwandesa. Por isso, a formação do Petro de Luanda está completamente avisada sobre o perigo que representa o opositor.

O treinador brasileiro, que cumpre o segundo ano de contrato, vai colocar uma equipa na quadra que seja capaz de conter o jogo ofensivo dos marroquinos.

Sem qualquer caso clínico, José Neto vai contar com todas as unidades da equipa, onde os destaques recaem para Carlos Morais, Gerson Gonçalves "Lukeny", Aboubakar Gakou, Jone Lopes Pedro, Olímpio Cipriano, Childe Dundão, Gerson Do-mingos, para além dos expatriados Anderson Correia, cabo-verdiano, e Elbert Clark Mathews, norte-americano. Este último ainda não fez qualquer jogo com a formação petrolífera.

Entretanto, o extremo Aboubakar Gakou faz  hoje a estreia na BAL, depois de ter falhado a primeira edição, curiosamente, prova disputada em Kigali, por ter sido infectado à Covid-19. Gakou foi um dos elementos preponderantes da equipa petrolífera no torneio de apuramento, disputado no Cairo, Egipto.

Quem também pode estrear na prova é Ângelo Alexandre, da equipa B.

O AS Salé está disposto a eliminar o representante angolano. Terceiro colocado da Conferência Sahara, a formação do AS Salé de Marrocos procura, igualmente, o primeiro troféu. O equilíbrio vai seguramente marcar o desafio entre angolanos e marroquinos.
 
Anfitriões medem forças com FAP dos Camarões

Na segunda partida dos quartos-de-final, marcado para as 17h00, a formação do Rwanda Energy Group (REG) vai medir forças com a similar do FAP dos Camarões, para encerrar o primeiro dia de competição.

Vencedor incontestável da Conferência Sahara, tendo superado adversários como A Salé de Marrocos e US Monastir da Tunísia, a equipa do REG está disposta a continuar a fazer história na BAL.

Apesar de disputarem a competição pela primeira vez, os rwandeses do REG tencionam arrebatar o título africano, que se encontra em posse do Zamalek do Egipto.

A jogar em casa diante da sua massa associativa, a equipa do REG apresenta-se a priori como favorita a passar para as meias-finais.

Por sua vez, o FAP dos Camarões vai procurar contrariar ao máximo, o favoritismo caseiro do opositor.                            

 
Disputa dos "Quartos”encerra amanhã com duelos aliciantes

Os quartos-de-final da segunda edição da Basketball African League (BAL) encerram amanhã,  com a disputa de mais duas partidas.

O Zamalek do Egipto, actual campeão africano, vai defrontar a formação do Seydon Legacy Athlétique Club da Guiné, desafio marcado para as 17h00, no  Arena de Kigali.

Com maior ou menor dificuldade, a equipa egípcia vai assegurar o passe para as meias-finais. Na primeira edição, a formação do Zamalek do Egipto terminou a competição de forma imaculada. E, para não variar, os egípcios do Zamalek fizeram o pleno no torneio de apuramento.

Às 13h30 minutos, a formação do US Monastir da Tunísia, finalista vencido da edição experimental, terá pela frente o Cape Town Tigers da África do Sul.

O favoritismo recai, sem sombra de dúvida, para a equipa tunisina.

A competição prossegue, na quarta-feira, com a disputa das meias-finais.               

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto