Política

Tribunal de Luanda ordena penhora de bens do antigo secretário de Estado para a Agricultura

JA Online

O Tribunal Provincial de Luanda ordenou a penhora de bens do antigo secretário de Estado para a Agricultura, José Amaro Tati, por dívida contraída ao Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA), avaliada em mais de dois mil milhões de kwanzas. O Também antigo governador do Bié e Cabinda tem 40 dias para pagar a dívida.

29/09/2022  Última atualização 13H21
© Fotografia por: DR | Arquivo

Segundo um edital da Sala do Cível e Administrativo da 2ª Secção do Tribunal da Comarca de Luanda, assinado pela juíza Carla Santos Campos Cambanje, a dívida contraída pelo também antigo governador do Bié e Cabinda está acrescida de juros no valor de 99.420.846 kwanzas.

O documento citado hoje pela Rádio Nacional de Angola, sublinha que José Amaro Tati tem 40 dias para pagar a dívida e como "o executado pode nomear bens à penhora suficientes para cobrir o pagamento da dívida ao BDA".  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política