Regiões

Tiro causa ferimento em bebé de dois meses

Marcelino Wambo | Huambo

Jornalista

Um bebé, de dois meses de vida, que se encontrava no colo da mãe, foi gravemente ferido, ontem, por um disparo de arma do tipo AKM, no mercado informal da Quissala, vulgo "Alemanha", arredores da cidade do Huambo.

30/08/2022  Última atualização 07H55
Ângulo da cidade do Huambo onde se registou o incidente © Fotografia por: Santos Pedro| Edições Novembro

O disparo foi feito por um agente da empresa de segurança privada que presta serviços num armazém de bens diversos, segundo o chefe de Secção de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial da Polícia Nacional, subinspector Edgar Sapengo.

Acrescentou que o incidente ocorreu quando o agente da empresa de segurança privada, presumivelmente, por descuido, fez o disparo que atingiu o bebé, quando manejava a arma.

Segundo Edgar Sapengo, o bebé foi socorrido e transportado para o Hospital Geral do Huambo, onde se encontra internado, tendo a equipa médica garantido que está fora de perigo.

Assegurou que o agente da empresa de segurança privada já se encontra sob custódia das autoridades policiais, enquanto decorrem os trâmites para a constituição do processo judicial, junto do Serviço de Investigação Criminal (SIC).

O subinspector Edgar Sapengo defende a necessidade dos funcionários de empresas de segurança privada serem capacitados, antes de usarem instrumentos letais, como armas de fogo.

"A Polícia Nacional tem a responsabilidade de acompanhar as empresas de segurança privada, no sentido de cumprirem com as normas estabelecidas por lei, para melhor controlo do armamento e do pessoal", referiu Edgar Sapengo, acrescentando que o referido processo deve ser bem organizado e controlado, para evitar que o armamento acabe por parar em mãos de criminosos.

Exortou à população no sentido de continuar a respeitar as leis, diferenças ideológicas, adoptando comportamentos cívicos e colaborar com as Forças de Defesa e Segurança na denúncia de crimes. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões