Desporto

Tenistas projectam zonal de Maseru em Luanda

Armindo Pereira

Jornalista

Os atletas das selecções nacionais seniores masculina e feminina de ténis regressam esta quarta-feira (24), às 9h30, ao Campo dos Coqueiros, para projectar a presença nos Jogos da Zona V do Conselho Superior dos Desportos em África, a decorrerem de 3 a 14 de Dezembro, em Maseru, capital do Lesotho.

24/11/2021  Última atualização 08H30
Selecções nacionais seniores masculina e feminina de ténis © Fotografia por: DR
Isidário Kitumina, do Clube de Ténis de Luanda (campeão nacional sénior), e Cleuson Tipeua (campeão júnior), e em feminino, Gabriela Martins (campeã sénior) e Nirian Kalunga (vice-campeã), todos afectos ao Kikuxi Villas Club, trabalham às ordens do técnico José Almeida.

Nesta fase, o grupo tem aprimorado aspectos ligados ao entrosamento de jogo de pares e procura tirar o melhor proveito pelo facto de os convocados terem disputado três competições distintas, com destaque para o Provincial e o Nacional.

"Vamos aproveitar o facto de o Campeonato Nacional ter encerrado no domingo. Foram três competições em três semanas. Esta é a etapa derradeira, então vamos procurar realizar jogos de pares e manter o entrosamento”, revelou o seleccionador.

Por outro lado, José Almeida garante que foram seleccionados os melhores jogadores, campeões nacionais e provinciais nas distintas classes: "Penso que foi uma escolha acertada, não sofre qualquer contestação e com estes jogadores temos garantias de fazer a melhor prestação. Vamos aguardar e ver se conseguimos obter medalhas”, disse.   
       
África do Sul, Zimbabwe e Namíbia são os países bem posicionados no ranking continental, e os principais obstáculos de Angola em Maseru, segundo o técnico José Almeida.    
"Os nossos atletas estão com rodagem competitiva e acredito que podem procurar disputar os lugares cimeiros do pódio”, anteviu.
  

   "Deviam parar de transformar o caso Shuai numa questão política”

A China pediu que se pare de "politizar” o caso da tenista Peng Shuai, durante uma reacção oficial excepcional ao escândalo sexual que visa um antigo alto quadro do Partido Comunista Chinês (PCC).

"Acho que algumas pessoas deviam parar de usar deliberadamente esta questão para fins hostis e, especialmente, transformá-la numa questão política”, disse o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, Zhao Lijian, em conferência de imprensa.
Peng Shuai, que venceu o Torneio de Roland Garros em duplas, em 2014, acusou o ex-vice-Primeiro-Ministro Zhang Gaoli, no início de Novembro, de forçá-la a ter relações sexuais há três anos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto