Cultura

Talento de Bohemian encanta os fãs

Analtino Santos

Jornalista

A artista Bohemian Queen encerrou, a semana finda, a série de quatro concertos intimistas do projecto “Há Jazz no Museu”, com uma actuação memorável, que recebeu inúmeras ovações do público presente no Museu de Antropologia.

22/11/2021  Última atualização 09H20
Cantora recebeu inúmeras ovações do público presente © Fotografia por: DR
A artista abriu o concerto, iniciativa do Goethe Institut-Angola, interpretando "Love", de Frank Sinatra, e encerrou o "Há Jazz no Museu”, com "Sodade”, clássico cabo-verdiano celebrizado mundialmente na voz de Cesária Évora.  

O reportório incluiu ainda temas muito eclécticos, baseados nas principais influências musicais da cantora, como "Isn’t she lovely”, de Steve Wonder, "I don’t know why”, de Norah Jones, "It’s probably me”, de Sting, "Azul da cor do Mar”, de Tim Maia, "Manga”, Mayra Andrade,  "Your Love is King”, de Sade, e "Don’t worry be happy”, de Bobby McFerrin.

A cantora teve o acompanhamento do guitarrista Carlos Praia e nos coros contou com Delnata Praia, artistas que abriram o projecto no dia 19 de Agosto deste ano. O "Há Jazz no Museu” teve ainda, ao longo das edições, as participações de Aylasa e Gari Sinedima. As receitas obtidas foram revertidas para a manutenção do Museu de Antropologia.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura