Economia

TAAG reforça frota regional com o último Dash 8-Q400

Armando Estrela

A transportadora aérea angolana - TAAG, reforçou, este sábado, a rota regional essencial, com destaque para as destinadas às províncias, com a sexta encomenda da aeronave do modelo Dash 8-Q400, produzidas por um consórcio do Canadá.

03/07/2022  Última atualização 08H37
Dash 8-Q400 Dande no Aeroporto 4 de Fevereiro depois de percurso de 6,4 mil milhas © Fotografia por: DR

Com essa aeronave chegaram duas pessoas, o comandante de bordo Olívio Patrício e o co-piloto José Coelho, depois de uma aturada viagem e escalas de 6.483 milhas, percorridos por cinco países (Canadá, Portugal, Mauritânia, Côte d’Ivoire e Angola).

O comandante Olívio Patrício disse ao Jornal de Angola  que a viagem foi "sempre tranquila” e "sem problemas”, tendo os "ventos de cauda” ajudado na poupança de combustível. "Extraímos o suficiente da aeronave (exemplo de um motorista retirar o carvão do tubo de escape)”, ao identificar a excelente viagem que foi feita com a sexta Dash 8-Q400 que a TAAG junta para a sua rota comercial.

A sexta aeronave da transportadora aérea angolana de bandeira, do modelo Dash 8-400, saiu em Toronto (Canadá), no dia 30 de Junho e, até chegar ontem a Luanda, às 16 horas e 37 minutos, fez escalas em Santa Maria (Portugal), North Shorth (Mauritânia) e Abidjan (Côte d’Ivoire).

A nova Dash 8-400, recebida ontem no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, por membros do Conselho de Administração e de direcção da TAAG, é a última de um total de seis aeronaves encomendadas à companhia canadiana De Havilland of Canada Limited, cuja entrega foi faseada.

A TAAG - Linhas Aéreas de Angola reforça, assim, a frota com a recepção de mais uma aeronave do modelo Dash 8-Q400, elevando a oferta e a disponibilidade nas ligações domésticas e regionais. Esse tipo de aeronave é reconhecido pela sua alta fiabilidade e reduzido custo operacional, comparativamente a outros modelos Boeing 737, sendo extremamente eficiente para rotas domésticas e apropriada, também, para rotas internacionais de média distância, como, por exemplo, Windhoek (Namíbia), Maputo (Moçambique) ou Kinshasa (República Democrática do Congo).

O Dash 8-400 pertence à classe turbo-hélice e transporta um total de 74 passageiros, sendo 64 em classe económica e 10 em classe executiva. Simbolicamente, essa aeronave  tem como nome de baptismo  Dande e foi registada com o número D2-TFF.

Actualmente, a frota da TAAG é composta por 21 aeronaves, sendo seis aeronaves do modelo Dash 8-Q400, sete aeronaves Boeing 737-700, três Boeing 777- 200 e cinco Boeing 777-300.

A diversificação da frota com os modelos Dash 8-Q400 vem aportar maior rentabilidade e economia de custos à operação da TAAG e melhorar o equilíbrio entre o número de aparelhos e a tipologia de destinos (longo curso e médio curso). Globalmente, e do ponto de vista estratégico, a optimização da frota permite equacionar um "business case” mais favorável à reabertura ou mesmo abertura de novas rotas geograficamente próximas de Angola.

Os modelos Dash 8-Q400 são aeronaves modernas, rápidas e confortáveis, com um benefício comercial para os passageiros realçáveis.

A TAAG – Angola Airlines foi fundada em 1938 e está baseada em Luanda, cidade capital. Por mais de 80 anos, a TAAG tem vindo a conectar os angolanos através de ligações domésticas e internacionais.

A TAAG  é uma companhia líder do mercado de aviação em Angola, reconhecida globalmente  e com um crescimento sustentado, disponibilizando actualmente catorze destinos domésticos e doze destinos internacionais. Além do transporte de passageiros, a sua frota realiza igualmente transporte de carga, um serviço cada vez mais essencial para o desenvolvimento do ecossistema local.

 

Negócio com a Bombardier

O negócio fechado pela TAAG com a De Havilland of Canada Limited, fabricante das aeronaves Bombardier comerciais, é de 118 milhões de dólares. A transacção foi feita através de um sindicato bancário liderado pelo ABSA Bank Limited, da República da África do Sul.

O primeiro aparelho, que já cobre rotas domésticas e regionais, aterrou no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro às 5h59, já pintado com novas cores e imagem gráfica da companhia aérea de bandeira angolana.

O Dash 8-400 é um avião bimotor turbo-hélice, com baixos custos de exploração, que pode acolher até cerca de 80 passageiros e é eficiente em rotas domésticas no interior do país e no continente, onde estão a voar os Boeing 737-700, com duas classes de serviço e capacidade para 120 passageiros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia