Sociedade

Suposto militar detido por matar mulher a tiro

André da Costa

Jornalista

Um indivíduo, suposto soldado das Forças Armadas Angolanas, afecto à Unidade de Segurança Presidencial, foi detido, terça-feira, pela Polícia Nacional, sob acusação de ter disparado mortalmente contra uma mulher que em vida se chamou Marlene Francisco.

12/05/2022  Última atualização 08H35
© Fotografia por: DR

O acidente, que vitimou a jovem, de 26 anos, deu-se na madrugada de sábado, depois de um desentendimento entre o acusado e um grupo de pessoas com as quais convivia na via pública, explicou o porta-voz da Polícia Nacional de Luanda, superintendente Nestor Goubel. 

O porta-voz explicou que naquele dia, na rua B do bairro Vila Flor, município do Cazenga, o acusado atingiu com um projéctil a Marlene Francisco na região  das costelas. A vítima ainda foi levada ao Hospital Municipal dos Cajueiros, mas não resistiu aos ferimentos. 

Além de Marlene, os disparos atingiram o ombro direito, braço esquerdo e abdômen do cidadão Altino Raimundo Ducas, 22 anos, e os maxilares de Pedro Passito Domingos Francisco, de 23 anos. 

Neste momento, o acusado encontra-se detido numa esquadra na zona da Madeira, para que seja presente ao Ministério Público, para trâmites legais.  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade