Desporto

Super favorita Argentina abatida pela Arábia Saudita

A primeira grande surpresa do Mundial do Qatar chegou ao terceiro dia da competição. A Arábia Saudita, treinada pelo antigo seleccionador dos Palancas Negras, o francês Hervé Renard, foi a protagonista. A vitória por 2-1 sobre a Argentina, em jogo referente à primeira jornada do Grupo C, acabou por ser uma "grande humilhação" para Lionel Messi e companheiros.

23/11/2022  Última atualização 07H51
Messi e colegas não tiveram a sorte do seu lado no duelo com os aguerridos rapazes de Renard © Fotografia por: DR

O triunfo dos sauditas tem sabor especial. Ou seja, os três pontos conquistados diante de um dos fortes candidatos ao título foram alcançados de reviravolta, pois ao intervalo a selecção asiática perdia por 1-0, golo do astro Lionel Messi, na marcação de um penálti.  

A Arábia Saudita não era favorita à vitória no jogo de estreia. Porém, a transfiguração evidenciada na segunda parte do desafio foi determinante para somar os primeiros três pontos no torneio. Prova disso, o primeiro turno foi "zero" para os sauditas, pois os comandados de Hervé Renard não chegaram a fazer qualquer remate à baliza defendida por Damian Martinez.

Contudo, cinco minutos bastaram para os sauditas darem a cambalhota no marcador ante os super favoritos argentinos. Saleh Al Shehri foi quem começou a reviravolta. O remate de pé esquerdo do avançado da Arábia Saudita, que contou com alguma passividade da defesa argentina, foi determinante para o sucesso.

Mas o melhor do dia estava para acontecer. Melhor, o golo do empate acabou por soltar mais os sauditas, apesar de os argentinos não terem baixado a guarda. O golão de Al Dawsari, uma "bomba" rematada de pé direito que Martinez foi incapaz de segurar, tal era a violência e o local em que entrou,  no ângulo da baliza defendida pelo guarda-redes dos celestes, arrumou em definitivo os comandados de Lionel Scaloni.

Ainda assim, é bom que se diga, aos argentinos faltou sorte, pois, caso se tratasse de um  desafio sem fora-de-jogo, a selecção celeste resolveria a partida na primeira parte, uma vez que em três ocasiões (Messi uma vez e Lautaro em duas) viram os seus golos anulados.

TUNÍSIA EMPATA

A selecção da Tunísia, uma das cinco representantes de África no Mundial do Qatar 2022, começou com empate (1-1) a competição. Os tunisinos repartiram pontos no duelo com a Dinamarca, ontem, no Estádio Cidade da Educação, em Doha, válido para a primeira jornada do grupo D.                          

Bastante apoiados pelos seus adeptos, que coloriram as bancadas do "Cidade da Educação”, os tunisinos chegaram a marcar, aos 23´, por Jebeli, mas o golo foi anulado pelo árbitro por fora-de-jogo.

O mesmo aconteceu com a Dinamarca, no segundo tempo, quando Olsen aproveitou uma recarga, mas Dolberg estava em situação ilegal. 

Pedro Augusto  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto