Regiões

Sumbe ganha novas escolas primárias

Adilson de Carvalho | Sumbe

Jornalista

O município do Sumbe, na província do Cuanza-Sul, conta desde sábado, com três novas escolas do ensino primário, construídas no quadro do Programa Integrado de Desenvolvimento Local e Combate à Pobreza (PIDLCP).

10/06/2024  Última atualização 08H15
Administrador municipal, Adérito Jorge Capiango © Fotografia por: Edições Novembro

O administrador municipal do Sumbe, Adérito Capiango, disse, no acto de inauguração, que as novas infra-estruturas vão ajudar a melhorar ainda mais o sector da Educação. Aos professores, alunos e à comunidade, apelou que cuidem das novas infra-estruturas. "Queremos garantir melhores condições aos educandos”, disse.

O primeiro empreendimento inaugurado foi a escola primária "17 de Setembro”, na localidade da Carimba, comuna da Gangula, com capacidade para 270 alunos. A outra escola foi erguida no bairro da Canjala II, com a denominação Carlos de Brito Pacheco, em homenagem ao ex-director Provincial da Educação, e vai albergar 540 alunos. A última escola primária está na localidade de Cangulo, na comuna do Quicombo, e vai acolher 360 alunos.

 
Mais empenho

As comunidades beneficiadas pedem que à administração municipal do Sumbe construa outras estruturas de apoio às escolas, como tanques de água e balneários para os alunos. Josefa Sumano, moradora da localidade da Carimba, pediu, em nome da comunidade, à administração municipal do Sumbe que construa, também, uma quadra polidesportiva, assim como reabilitar o posto de saúde e do tanque de água comunitário.

Fernando Cutocota, que falou em representação da comissão de moradores do Cangulo, mostrou-se satisfeito com a inauguração da escola e garantiu que a comunidade vai colaborar na preservação da infra-estrutura.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões