Cultura

Sucessos de Mito Gaspar apresentados em concerto

Manuel Albano

Jornalista

Mito Gaspar é o destaque do “Show Intimista Cantares da Rainha”, que é realizada hoje, às 19h00, na Casa da Cultura do Rangel, em Luanda, no quadro das celebrações do Dia de África e sob o lema “Mais Educação, mais Cultura, melhor Cidadania”.

24/05/2022  Última atualização 19H17
Músico leva os principais êxitos de carreira para a apreciação do público hoje na Casa da Cultura do Rangel © Fotografia por: DR

O músico informou, ontem, ao Jornal de Angola, que pretende realizar um espectáculo interactivo, com testemunhos do seu percurso artístico. "A ideia é evitar estar somente em palco a cantar, mas também criar maior proximidade com o público”, disse, além de garantir um concerto com simbioses de temas antigos e novos.

Para o músico, a transmissão de conhecimentos à nova geração é essencial e o espectáculo vai servir, também, para criar esta ponte. "O concerto tem como base a tradição angolana, para dar aos jovens mais informações sobre a herança cultural nacional”.

Entre os temas a serem apresentados, explicou o realce vai "África”, composição escrita há dez anos, desconhecido do público mais jovem, por nunca ter sido gravado em disco e cantada em ocasiões especiais.

"É a composição ideal para a celebração do dia do continente. É uma canção intemporal que carrega uma carga sentimental muito forte, baseado no calvário dos povos nativos, levados para partes incertas em navios negreiros, durante a escravatura”, disse.

 

Trajectória

Natural de Cacuso, Malanje, Mito Gaspar já foi distinguido com o Prémio Nacional da Cultura e Artes, em 2016, na categoria de música, pelo conjunto e abrangência da sua obra, que inclui os CD "Man Polê”, "Phambu ya Njila” e "Mitos e Tradições”.

De 1973 a 1975, foi o guitarra ritmo do grupo Top Mag, em Malanje, com Arnaldo Macedo (guitarra solo), Nhanga de Menezes (bateria e voz) e Paulino da Ficha (teclas), formação que interpretava músicas pop e êxitos angolanos da época.

Em 1978, formou, na província da Huíla, o Trio Henda, com Tony Morgado (percussão) e Hilário Ventura (dikanza). Com o grupo conquistou lugares cimeiros em festivais nacionais, como o Festival Juvenil da Canção, o Variante e o Fenacult.

  Colóquio no Memorial António Agostinho Neto

"Da Sagrada Esperança à Renúncia Impossível” é a denominação do 4º colóquio do Memorial António Agostinho Neto, que é realizado hoje, às 9h00, em Luanda, para saudar o centenário do seu patrono.

Os debates, em torno da obra de Agostinho Neto, tem como oradores David Capelenguela, que vai falar sobre "A poética da angolanidade na estética de Agostinho Neto”, Petelo Ne-Tava, com o tema "O claro e o escuro em Sagrada Esperança de Agostinho Neto”, e Fátima Fernandes, com "Poesia de Agostinho Neto: O futuro não é para os velhos”.

Além destes, foram ainda convidados Benjamim Fernando, para falar sobre "A independência como resultado da Renúncia não possível de Agostinho Neto”, António Quino, apresenta "Impossível Renúncia da Sagrada Esperança de Agostinho Neto”, José Luís Mendonça, com o tema "Metafuncionalidade e subversão na poética de Agostinho Neto”, Domingas Monteiro, com "Agostinho Neto - um sintomatologista de Angola” e Hélder Simbad, em "Dimensão filosófica da poética Neteana”.

  Documentários e palestras pela efeméride

"Imiji Ya Ngola - Raízes de Angola” é o título do projecto cultural, que arranca hoje, às 17h00, no Centro Cultural Brasil-Angola, em Luanda, com a exibição do filme "Os Reis do Leste”, numa iniciativa do Goethe Institut, pelo Dia de África, assinalado hoje.

A iniciativa, que prossegue até sexta-feira, dia 27, no mesmo local e horário, tem entradas gratuitas e entre os destaques a exibição amanhã, do documentário "Ngudi a Nkama”. No último dia, sexta-feira, está agendada a apresentação do filme "Efiko: Ritual de iniciação feminina”. Todos os filmes são do produtor Miguel Manuel.

Além da exibição de filmes nacionais, o programa de actividades tem ainda como destaque, para hoje, a inauguração, às 11h00, no mesmo local, da exposição de artes plásticas "Kutala África”.

Às 17h00, de hoje, ainda no Centro Cultural Brasil-Angola, o Goethe Institut realiza debates com Filipe Vidal, Machado Mendes e Nilton Capalo. Amanhã o debate prossegue com Nsambo Vicente, Eulandio Dembi e Mkanga Gomes. Na sexta-feira os oradores são Amélia Almeida, Elsando Vicente e Vivência Maria.

  "Kilamba descobre África” em feira cultural

"Kilamba Descobre África” é o título da feira cultural, que é realizada hoje, das 9h00 às 21h00, na Rua Alameda Agostinho Neto, na Centralidade do Kilamba, em Luanda, num acto conjunto da Administração do Distrito Urbano do Kilamba e o Instituto Superior Politécnico Privado do Kilamba, para celebrar o Dia de África.

Com a feira, que decorre até domingo, dia 29, a organização pretende levar ao conhecimento da população mais informações sobre a vasta diversidade cultural de alguns países de África. O acto vai contar com a participação de representantes das distintas comunidades de países africanos em Luanda, com realce para Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, República Democrática do Congo, Egipto, Zimbabwe, Moçambique, Botswana, Nigéria, Gabão, África do Sul e Namíbia.

Durante a actividade acontecem desfiles de moda, mostra de gastronomia e espectáculos de música.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura