Cultura

Sucessos antilhanos no regresso ao Royal Plaza

Analtino Santos

Jornalista

Lito Graça, Cidy Daniel, Branca Celeste, Mister Kim, Diana Kapango, Raquel Lisboa, Alexandra Bento e Kanú André foram os artistas escolhidos para o concerto que marcou o regresso do Show do Mês ao Royal Plaza, no bis do espectáculo temático "Antilhas II", realizado sexta-feira última, em Luanda, com transmissão na TPA, Canal 2 e Internacional.

08/11/2021  Última atualização 10H25
Canções que marcaram uma geração foram revividas © Fotografia por: DR
Depois da habitual saudação e contextualização do concerto, Salú Gonçalves chamou Yuri Simão, responsável da Nova Energia, que em nome da organização deu as boas-vindas, reafirmando a satisfação de voltar a casa, depois de mais de um ano e meio fora.


Neste período, disse Yuri Simão, foram realizados mais de 50 concertos fora do espaço que em Janeiro de 2014 acolheu o Show do Projecto. A produção desta edição decidiu apostar numa viagem musical nostálgica, das principais marcas do Show do Mês.


A abertura musical foi ao ritmo de "Cartinha da Saudade”, de Jacinto Tchipa, numa homenagem ao artista que faleceu na passada quarta-feira. O malogrado, que nos anos 80 fez furor nas frentes de combate e nos centros urbanos, participou numa das edições do projecto. Outro homenageado da noite foi o malogrado músico antilhano Jacob Desvarieux, cujos êxitos foram interpretados por Alexandra Bento e Lito Graça.


Mister Kim, Raquel Lisboa, Kanu André, Diana Cabango, Cidy Daniel e Branca Celeste subiram ao palco de forma aleatória, brindando os presentes, telespectadores e internautas com temas que ainda marcam muitos angolanos. Do alinhamento musical escolhido o destaque foi para "Bonnie”, de Salinnes, na voz de Kanu André, e "Kole Sere”, um dueto original de Jocelyn Beroard e Philippe Lavril, revivido por Branca Celeste.


O ambiente radiofónico do Boa Noite Angola teve vez com Mister Kim rebuscando Les Aiglons, o Lamba-Zouk ganhou alma com Diana Cabango em "Você que eu Quero”. Alexandra Bento e Raquel Lisboa foram as apostas para os principais sucessos femininos das Antilhas. Do outro lado, Lito Graça não ficou apenas com os temas de Jacob, passeou também, pelos Viking da Guadalupe e Tabou Congo. Cidy Daniel rebuscou "La Filó”, de Malavoi, com Ralph Thamar, e voltou a pegar nos hits de Patrick Sain Lo e Jean Philipe Martely.


Os instrumentistas tiveram tempo para brilhar, com  Benny a apresentar uma performance que não passou despercebida. Com Teddy Nsingui como solista principal, o concerto contou ainda com a dupla Yark Spin e Sankara.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura