Economia

Suave-Caboxa custa 15 milhões de euros

O projecto agropecuário detido pela Caixa de Protecção Social do Ministério do Interior Suave-Caboxa, localizado em Caxito, absorveu 15 milhões de euros de um financiamento do Governo da Alemanha intermediado pelo Commerzbank, um banco deste país.

14/09/2019  Última atualização 08H36
Edmundo Eucilio | Edições Novembro © Fotografia por: Projecto financiado pela Alemanha está quase concluído

A informação foi avançada pelo embaixador da Alemanha, Dirk Loike, que quarta-feira visitou o empreendimento associado ao estabelecimento penitenciário de Caboxa “para perceber como vai funcionar e em que estado se encontram as obras”.
O diplomata declarou-se impressionado com a eficiência da organização adoptada nas obras, entregues a um consórcio formado pela empresa alemã Wolf Trading Gmbh e à congénere angolana Caprós.
O director do projecto Suave-Caboxa, Eduardo Maiomona, afirmou na ocasião que, neste momento, as obras estão a 67 por cento da execução física e 50 de execução financeira, envolvendo 30 reclusos que trabalham nas obras e no cultivo dos campos.
Com 60 hectares, o projecto agropecuário compreende áreas administrativas, de plantação de cereais, hortícolas, suinicultura, avicultura, um matadouro com duas linhas de abate e uma fábrica de ração animal com a capacidade de produzir seis toneladas por dia.
O Suave-Caboxa tem como objectivos principais intensificar o processo de reabilitação, reintegração e garantia da auto-suficiência alimentar aos reclusos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia