Regiões

Soyo acolhe Conselho sobre Energia e Água

Victor Mayala | Soyo

Jornalista

A cidade petrolífera do Soyo, província do Zaire, acolhe, de segunda até terça-feira , o XI Conselho Consultivo do Ministério de Energia e Águas, cuja abertura é feita pelo titular da pasta, João Baptista Borges.

27/06/2022  Última atualização 09H00
Resultado das acções levadas a cabo de 2018 a 2022 é analisado por todos os participantes ao encontro © Fotografia por: Adolfo Dumbo | Edições Novembro

O porta-voz da comissão organizadora do evento, Arlindo Carlos, adiantou, ontem, à imprensa, que o fórum, a decorrer numa das salas do hotel Nempanzu, prevê a participação de mais de duas dezenas de delegados, entre quadros do sector e convidados, com destaque para o governador provincial, Pedro Makita Júlia.

 Arlindo Carlos avançou que os participantes ao encontro deverão fazer uma abordagem exaustiva, num total de cinco painéis, sobre o actual estado dos serviços públicos de fornecimento de energia eléctrica e abastecimento de água, bem como perspectivar acções conducentes ao desenvolvimento sustentável deste importante sector  do país.

"Esta abordagem está reflectida em cinco painéis, que, também, enquadrará discussões associadas à sustentabilidade e resiliência climática a que devem estar vinculados todos os projectos desenvolvidos, quer pelo subsector das águas, quer pelo de energia", disse. Acrescentou que durante o certame, que decorre sob o lema "Água e Energia: crescimento económico e progresso social", deverá, ainda, se proceder ao balanço das recomendações saídas do X Conselho Consultivo, assim como das acções do sector correspondentes ao período entre 2018 e 2022.

"Pensamos que o Estado angolano desenvolveu projectos que concorrem para a melhoria significativa do serviço público de fornecimento de electricidade, assim como estão em curso, e terão sido implementados projectos que deverão concorrer para melhoria do serviço público de abastecimento de água, quer às populações, quer às indústrias transformadoras e à agricultura", lembrou.

De lembrar que o município do Soyo alberga um dos maiores empreendimentos de produção energética, o Ciclo Combinado de Turbinas a Gás, integrado na rede nacional (Sistema Norte) de fornecimento de energia, dispondo de uma capacidade máxima de 750MW.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões