Economia

Sonangol prevê reverter queda de receitas de 2020

A Sonangol anunciou, ontem, uma queda de 39 por cento das receitas em 2020, antecipando uma inversão desses resultados no ano em curso, quando os primeiros meses se mostraram prometedores, principalmente, com a ascensão do preço médio do crude comercializado pela companhia.

11/09/2021  Última atualização 07H45
© Fotografia por: DR
A declaração está inserta no Relatório e Contas da companhia petrolífera estatal relativo a 2020, divulgado, ontem, um documento em que a Sonangol afirma "ter conseguido honrar os principais compromissos com parceiros nacionais e entidades internacionais, apesar de ter sido um ano bastante atípico e ter visto os seus rendimentos afectados por uma gama transversal de efeitos nocivos decorrentes da pandemia de Covid-19, quadro comum a quase generalidade de relatos do período em causa”.
O documento expressa igualmente o facto de a petrolífera experimentar, nesta altura, os benefícios de um 2021 mais auspicioso, que, fundamentalmente, vai permitindo a recuperação dos números negativos resultantes do exercício condicionado de 2020, "cujo ambiente económico guarda as marcas de uma das maiores quedas na procura de petróleo bruto da história, com o preço do Brent a cair para cerca de 15 dólares por , nível mais baixo em mais de 20 anos”.
No relatório, a petrolífera estatal angolana define o ano de 2020 com o excesso de oferta, os baixos preços, produtos para pronta entrega a preços inferiores aos de entrega futura,armazenamentos terrestres e flutuantes situados no limite da sua capacidade e a depreciação de importantes activos e a volatilidade do Kwanza,
a moeda nacional.
De acordo com a companhia, os primeiros meses de 2021 mostram-se prometedores, com destaque para o registo de uma ascensão no preço médio das ramas comercializadas pela Sonangol, o que gera um desempenho económico e financeiro mais favorável relativamente a 2020.

A companhia prevê que "a perspectiva da prevalência desta tendência até ao final do ano, permitirá estabilizar o volume de negócio e, consequente, a melhoria dos resultados do exercício”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia