Economia

Sonangol começa a produzir hidrogénio verde a partir de 2024

A petrolífera estatal Sonangol assinou um memorando de entendimento com as empresas multinacionais alemãs Gauff e Conjucta para a produção de hidrogénio verde, a partir de 2024.

16/06/2022  Última atualização 14H04
© Fotografia por: DR | Arquivo

Em comunicado de imprensa divulgado nesta quinta-feira, a Sonangol esclarece que o acordo surge na sequência de estudos de viabilidade técnica e económica, previamente efectuados, para o financiamento, construção e operação de uma fábrica de produção de hidrogénio verde e produtos derivados, em Angola.

"O objectivo é comercializar o produto no mercado local e internacional, em países como a Alemanha, prevendo-se igualmente a criação de empregos”, adianta o documento

Segundo o ministro dos Recursos Minerais Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, citado no mesmo comunicado referiu que "não obstante a produção de energia alternativa, Angola vai continuar a explorar hidrocarbonetos, com a devida atenção à sustentabilidade e o respeito ao meio ambiente”.

Por seu turno, o presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Gaspar Martins, sublinhou que empresa se posiciona como companhia de hidrocarbonetos, "com aposta na diversificação do seu portfólio de negócios, que inclui a produção de energia a partir de fontes renováveis, produção e comercialização de hidrogénio verde e seus derivados, biocombustíveis, de entre outros, por intermédio do seu Centro de Pesquisa e Desenvolvimento”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia