Economia

Somoil adquire acções da Total Energies

Pedro Peterson

Jornalista

A Sociedade Petrolífera Angolana (Somoil) anunciou, esta semana, que concordou em adquirir todas as acções do Angola Block 14 BV (AB14BV), propriedade da empresa petrolífera Total Energies e da INPEX Angola Block 14 (IAB14), através da subsidiária Somoil Block 14 BV.

18/01/2022  Última atualização 10H08
© Fotografia por: DR
Segundo um documento da instituição a que o Jornal de Angola teve acesso, a transacção está sujeita à aprovação das autoridades angolanas. Com a aquisição das acções a Somoil entra na produção petrolífera em águas profundas.
 O Bloco 14/14K está localizado no offshore (exploração em mar) nacional, na bacia do Congo em águas profundas com 350-1100m e têm estado em produção desde 1999. Fazem parte do grupo empreiteiro, a filial da Chevron em Angola, Cabinda Gulf  Oil Company (CABGOC), com uma participação de 31 por cento (Operadora), a Sonangol P&amp e AB14BV e  ENI, todos com  20 por cento e a GALP com 9 por cento.
O documento acrescenta que o Bloco 14 foi o primeiro de águas profundas a entrar em produção no pais, mantém reservas remanescentes significativas e continua a contribuir substancialmente para a produção global de petróleo no país.
Segundo o presidente da Comissão Executiva da empresa, Edson dos Santos, este feito representa um passo significativo para a Somoil e para as empresas angolanas do sector de petróleo e gás.
"A Somoil estará presente num importante activo já em produção, em águas profundas com um histórico excelente, o que faz parte da nossa estratégia de crescimento”, disse Edson  dos Santos. A Somoil é uma empresa de Petróleo e Gás totalmente angolana, registada no ano de 2000. Actualmente opera as Associações FS-FST no "on shore” e o Bloco 2/05 em aguas rasas; é parceira não-operadora nos Blocos 2/05, 3/05, 4/05 e 17/06. Recentemente, a empresa alterou a sua visão estando agora focada em tornar-se na principal empresa integrada de energia em Angola.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia