Política

Situação dos refugiados analisada no Congo

Angola participou em Brazzaville na 54ª Reunião do Comité Consultivo Permanente da ONU, encarregue da Segurança na África Central-UNSAC. O encontro abordou o tema “Mecanismo de Atendimento aos Refugiados na África Central: Acolhimento, Repatriamento e Mudança de Estatuto" e foi antecedida de reuniões dos Pontos Focais e de Peritos das delegações que compõem a UNSAC.

19/01/2023  Última atualização 08H06
Secretária de Estado do MIREX , Esmeralda Mendonça © Fotografia por: DR

A delegação angolana, chefiada pela secretária de Estado para as Relações Exteriores, Esmeralda Mendonça, participou no evento que discutiu, entre outros aspectos, questões relacionadas com a revisão da situação geopolítica e de segurança nos Países da África Central, a problemática da segurança marítima no Golfo da Guiné e o papel das mulheres na mediação na África Central.

 A ocasião serviu para a delegação angolana apresentar uma moção, no  sentido de manifestar o interesse do país em integrar o Bureau do Comité da UNSAC, na condição de Relator, proposta acolhida com aclamação pelos Estados Membros.

 

Cônsul da Suécia

A cônsul honorária da Suécia em Angola, Vibeke Skauerud, designada em Setembro do ano passado, recebeu, ontem, em Luanda, das autoridades angolanas, o seu  documento legal que permite o exercício destas funções dentro do território nacional.

A diplomata sueca recebeu o documento das mãos da directora do Instituto das Comunidades Angolanas no Exterior e Serviços Consulares (ICAESC) do Ministério das Relações Exteriores (MIREX), a embaixadora Filomena do Rosário Neto António, numa cerimónia formal, realizada no edifício sede da diplomacia angolana.

O exequatur é emitido, no país, pelo MIREX e assinado pelo seu titular, no caso o ministro Téte António. Vibeke é norueguesa e vive em Angola há mais de 20 anos. É casada com um angolano e tem dedicado toda a sua atenção profissional à actividade filantrópica, sobretudo no que toca à saúde e serviços de caridade.

A nova cônsul honorária Vibeke Skauerud tem mais de 25 anos de experiência como líder e gerente em organizações humanitárias e de desenvolvimento internacional, como o Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV), a ONU, com a Norwegian Church Aid (NCA) e, mais recentemente, como directora do Programa de Capacitação em Pesquisa Social do Instituto Cristão na RDC e em Angola.

A diplomata dedica-se, igualmente, a trabalhos de pesquisa e de investigação a países como Croácia, Bósnia, Rwanda, Nigéria e Malawi. Um dos objectivos da sua missão, em Angola, como cônsul, passa por representar os interesses daquele país europeu em todo o território angolano.

 

Diplomata portuguesa

A directora do ICAESC do MIREX, procedeu, no mesmo dia, à entrega do exequatur à nova cônsul geral de Portugal em Angola, Rosa  Lemos Tavares. No caso da diplomata portuguesa, o exequatur confere-lhe plenos poderes no exercício da sua actividade, no território nacional, com a excepção das províncias abrangidas pelo Consulado Geral de Benguela.

Rosa Lemos Tavares iniciou a actividade consular em Angola em Setembro do ano passado e, até então, tem trabalhado com as autoridades angolanas especializadas na revisão de algumas matérias ligadas, essencialmente, à demora da concessão de vistos e dificuldades no agendamento desse processo. A nova cônsul geral de Portugal em Angola é licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política