Sociedade

Sindicato defende subvenção da medicação dos pacientes com doenças crónicas

O presidente do Sindicato Nacional dos Médicos de Angola, Adriano Manuel, defendeu esta quarta-feira, em Luanda, a subvenção pelo Estado aos medicamentos essenciais dos pacientes com doenças crónicas.

26/01/2022  Última atualização 13H41
© Fotografia por: DR

Adriano Manuel que falava na mesa redonda sobre o sector da Saúde promovido pela rádio LAC sublinhou que o sistema nacional de saúde é ainda "pouco funcional”.  

"Podemos assistir nos próximos anos a saída dos melhores médicos do sistema nacional público para trabalharem definitivamente no sector privado, por oferecerem melhores condições de trabalho e salariais”, ressaltou.

Adriano Manuel disse também que a maior parte dos laboratórios dos hospitais públicos funcionam com dificuldades por falta de reagentes para a realização de exames ou falta de quadros qualificados para o manuseamento dos equipamentos.   

Reconhecimento

Numa mensagem sobre o "Dia dos Médicos" que se assinala esta quarta-feira (26) enviada ao Jornal de Angola, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, reconheceu o papel vital que os médicos desempenham para garantir que o sistema de saúde se torne cada vez mais resiliente e funcional para salvar vidas.

De acordo com Sílvia Lutucuta, num momento tão desafiante para o sector da Saúde, o Executivo está a realizar um enorme investimento no serviço nacional de Saúde para torná-lo cada vez mais robusto e equitativo "e garantir o acesso a prestação de cuidados de saúde foram construídas novas unidades sanitárias, unidades sanitárias especializadas e todas elas equipadas com meios médicos modernos”.

Para si, este investimento foi acompanhado pelo reforço de capital humano, tendo sido realizados dois concursos públicos em 2018 e 2019, respectivamente, o que permitiu a admissão de 25.465 profissionais de saúde, dos quais 2.399 são médicos.

A ministra reafirmou, igualmente, o compromisso do órgão de tutela e do Executivo na melhoria das condições de trabalho e de segurança assim como com a valorização dos médicos em todos os lugares.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade