Sociedade

Sindicato de professores exige Estatuto de Carreira

Joaquim Cabanje

Jornalista

O Sindicato Nacional dos Professores do Ensino Superior (SINPES) exortou ao Governo para implementar nas instituições privadas o Estatuto de Carreira do Ensino Superior, que orienta a categorização do docente.

23/01/2022  Última atualização 09H50
© Fotografia por: DR
O secretário-geral do SINPES, Eduardo Alberto, ao falar em torno da segunda fase da greve dos docentes universitários, iniciada no dia 3 de Janeiro e com tempo indeterminado, disse que nas instituições privadas do Ensino Superior não existe a categorização da carreira docente.

"Nas instituições privadas, acima de 90 por cento dos docentes são colaboradores”, lamentou Eduardo Alberto, ao referir que "um licenciado, que termina hoje, é admitido como docente. O PHD, que está em serviço, há mais de dez anos, na mesma instituição, também é docente”.

O sindicalista avançou que a carreira docente do Ensino Superior é categorizada. "Cada categoria representa a experiência de trabalho de um docente, facto que justifica a valorização do tempo de docência”.

Quanto à segunda fase da greve, disse que há uma adesão em todas as instituições superiores públicas do país, integradas por cerca de três mil docentes.

O responsável do SINPES avançou que o Governo devia ter pago, até 31 de Dezembro de 2021, a dívida pública contraída, a partir dos subsídios retirados, pelo então ministro do Ensino Superior Adão do Nascimento, orçada em mais de dois biliões de dólares.

"Esta dívida pública já está a ser paga de maneira faseada”, mas referiu que ainda falta a questão do seguro de saúde, pagamento de um salário equivalente a cinco mil dólares e da eleição dos líderes das instituições universitárias.
Enquanto isso, disse que os professores vão continuar abertos para negociar as melhores formas de ultrapassar as referidas questões, embora o Sindicato sinta pouca vontade da parte da entidade empregadora.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade