Regiões

SIC encontra cadáver enterrado numa obra

Manuel Fontoura | Ndalatando

Jornalista

O Serviço de Investigação Criminal (SIC), por intermédio de denúncia, encontrou, na noite de sábado, um cadáver no interior de uma casa em construção, no bairro Catome de Cima, junto às instalações do Instituto Nacional de Estatística (INE), em Ndalatando, província do Cuanza-Norte.

14/12/2021  Última atualização 10H20
SIC aconselha a população a ter a cultura de denúncia de crimes © Fotografia por: EDIÇÕES NOVEMBRO
Segundo o SIC, o cadáver é de um cidadão nacional, de 26 anos, que em vida respondia pelo nome de Manuel Mateus Paulino, mais conhecido por  Bebucho, que exercia a actividade de chamador de táxi, no parque adjacente ao mercado de Catome de Cima.

O porta-voz do SIC, Adão Morais, disse, segunda-feira, ao Jornal de Angola, que um dos irmãos, devidamente identificado, reconheceu a vítima, devido às vestes que usava antes do seu desaparecimento. 

Acrescentou que,no domingo, depois de cumpridos todos os procedimentos legais, na presença da família, os restos mortais foram enterrados no cemitério do bairro Catome de Cima, em Ndalatando.

Segundo a médica legista, tratou-se de uma morte patológica, não tendo sido registado quaisquer vestígios de agressão, tendo-se encontrado ao lado da vítima uma receita médica, passada em seu nome, pelo Hospital Municipal de Cazengo, com data recente, presumindo-se que padecia de uma doença grave. 

Numa outra operação, o SIC, através do Departamento Municipal em Camabatela (Ambaca), mediante uma micro-operação, deteve, no sábado, na comuna do Tango, bairro Quimbamba, dois cidadãos nacionais, com idades compreendidas entre os 20 e 31 anos, ambos camponeses, sob suspeita de estarem implicados no crime de cultivo de liamba, num campo com mais de 20 plantas, já arrancadas pelas Forças da Ordem.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões