Sociedade

Setecentos mil mangais plantados em Luanda

Mário Cohen

Jornalista

Angola vai plantar, até Dezembro, em todas as orlas marítimas do território nacional, um milhão de ecossistemas de mangais, dos quais 700 mil foram já plantados em Luanda, com a finalidade de proteger e conservar as espécies de plantas naturais e tropicais, que toleram água salgada localizada em áreas costeiras.

28/07/2021  Última atualização 07H00
© Fotografia por: DR
A informação foi avançada, terça-feira, em Luanda, pela directora do grupo Otchiva, que trabalha na protecção e preservação de mangais no país, Fernanda Renée, durante as celebrações do Dia Mundial para a Conservação do Ecossistema de Mangal, assinalado dia 26.

Fernanda Renée disse ao Jornal de Angola que o trabalho de reflorestação nos mangues, assim como a plantação de mangais conta com o apoio do vice-presidente da República, Bornito de Sousa.

Durante a semana de celebração do Dia Internacional para a Conservação dos Ecossistemas de Mangais, explicou, vários técnicos e engenheiros florestas vão ser formados, visando a preservação dos mangais.
Segundo Fernanda Renée, a formação visa, também, fazer com que Angola, nos próximo anos, possa vender carbono extraído dos mangais, assim como salvar várias espécies da vida marinha.

Os mangais, que se encontram em risco de destruição devido às actividades humanas, são dez vezes mais eficientes em absorver e armazenar grandes quantidades de carbono ao longo tempo, em comparação com ecossistemas terrestres, tornando-os essenciais para o combate às mudanças climáticas.

De acordo com Fernanda Renée, a semana de celebração do Dia Internacional para a Conservação dos Ecossistemas de Mangais termina sábado, com a plantação de mais de cem mil mangais, na ilha do Mussulo e nos Ramiros.

Fora de Luanda, assegura a responsável do Otchiva, já foram plantados mais de mil mangais na província do Zaire, onde, bem como em Cabinda, a espécie está em vias de extinção.

Segundo a comissária da União Africana, Josefa Sako, mais de 20 por cento de mangais no mundo já foram destruídos. A União Africana, acrescentou, trabalha com vários governos africanos no sentido de serem preservados os mangais.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade