Sociedade

Seca e cheias são abordadas em conferência

Kátia Ramos

Jornalista

Vários especialistas de Angola, Botswana, Cabo Verde, Moçambique, Namíbia, Zâmbia e Portugal participaram, ontem, numa videoconferência, com a finalidade de se criar um programa científico contra as secas e cheias na província do Cunene.

01/10/2020  Última atualização 13H42
DR


 A conferência visou também a criação de estratégias que visam resolver os problemas climáticos na região Sul de Angola.

Os especialistas apresentaram assuntos relacionados com as plataformas digitais utilizadas na gestão integrada de recursos hídricos e técnicas para o aproveitamento da água em situação de escassez, bem como dados hidrológicos. Édio Gentil José, vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-Estruturas disse que a seca na província do Cunene, agravada entre 2015 e 2019, afectou fortemente o sistema de saúde e da educação, sem descurar o abrandamento no crescimento económico. Na época de chuva, acrescentou o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-Estruturas, registam-se inundações, que inquietam a população e as autoridades.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade