Regiões

Saurimo: Deficientes apelam à sociedade para combate ao estigma

Kamuanga Júlia | Saurimo

Jornalista

O presidente da Associação dos Deficientes Físicos na província da Lunda-Sul apelou, este domingo, à sensibilidade das instituições públicas e privadas para ultrapassarem o estigma de considerar a pessoa portadora de deficiência física inútil no processo de desenvolvimento do país.

05/12/2022  Última atualização 05H25
Portadores de deficiências querem maior valorização © Fotografia por: DR

Bernardo Muambumba defendia  os interesses da classe, durante um acto realizado por ocasião do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, assinalado ontem, no pátio da Escola Técnica de Saúde ETS, centro da cidade de Saurimo.

No acto, apontou as inúmeras dificuldades que os membros da associação vivem, sobretudo em relação ao acesso às instituições de ensino e candidaturas de emprego, por alegado limite de capacidade para realizar as actividades com a eficiência requerida.

O presidente da associação destacou ainda a importância da edificação de rampas de acesso, elevadores especiais e a aquisição de muletas canadianas e cadeiras de rodas. Encorajou os filiados a fazerem da limitação física uma oportunidade para aguçar o génio criador.

Com base nos dados, disse, a associação tem registado a existência de mais de 720 membros, dos quais três mil já estão cadastrados. A falta de transportes e instalações condignas está no topo dos problemas que carecem de solução urgente.

A directora provincial da Lunda-Sul, da Acção Social, Família e Igualdade do Género (ASFIG), Maria Luísa Martins, convida a sociedade a reflectir com profundidade para propor soluções  sobre os problemas, que afectam os deficientes.

A valorização das famílias, referiu a directora, continua a proporcionar acções que visam garantir o bem estar dos deficientes e permitiu nos últimos quatro anos apoiar mais de mil pessoas com 39 triciclos, 180 cadeiras de rodas, mais de 200 muletas, 300 canadianas e 15 bengalas, além de bens alimentares.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões