Economia

Saurimo acolhe conferência Internacional de Diamantes

O Pólo Diamantífero de Saurimo, vai acolher a primeira Conferência Internacional de Diamantes (AIDC) e apresentação das oportunidades de negócios no subsector dos diamantes, a decorrer de 25 a 27 do mês em curso.

20/11/2021  Última atualização 09H20
Exploração de diamantes no país será analisado no evento © Fotografia por: DR
Segundo um documento da organização a que o JE teve acesso, para este evento de cariz internacional está agendada a análise de temas relacionados com investigação geológico-mineira, exploração de diamantes em Angola, lapidação, comercialização e mercado mundial, inovação tecnológica e logística na indústria de diamantes.

Vai debruçar-se ainda no financiamento de projectos diamantíferos, bem como exposições sobre informação geológica, operações mineiras, equipamentos mineiros, serviços de apoio à indústria mineira e joalharia. 

A Conferência vai juntar ministros de Minas de algumas economias produtoras de diamantes no continente, líderes de empresas diamantíferas, especialistas nacionais e internacionais, multinacionais como a ALROSA, Rio Tinto, Anglo American.

Contará também com a presença da imprensa internacional especializada no sector e homens de negócios apostados na estratégia da República de Angola de diversificação, integração e crescimento económico. 

De acordo com o secretário de Estado para os Recursos Minerais e coordenador da AIDC, Jânio Corrêa Víctor, os conferencistas e demais convidados internacionais chegam ao país na próxima terça-feira. "Temos novas instalações para as conferências, o Pólo de Desenvolvimento Diamantífero de Saurimo, estão acauteladas as reservas nos hotéis e toda a logística de apoio ao evento, para que decorra sem sobressaltos”, garantiu o governante. 

Dentre os prelectores consta o coordenador especial para o estabelecimento da Bolsa de Diamantes de Angola, Peter Meeus, o director executivo da empresa Sarine Technologies (líder no desenvolvimento, fabrico e venda de produtos de tecnologia de precisão para a indústria mundial de diamantes), David Block, bem como do fundador e director executivo da Synova, Bernold Richerzhagen - inventor do processo patenteado Laser MicroJet, através do qual um feixe laser é guiado até à peça de trabalho por um jacto de água para, moldar, furar e cortar diamantes.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia