Cultura

Sarau de poesia e trova enaltece figura de Neto

Casimiro José| Sumbe

A Brigada Jovem de Literatura na província do Cuanza-Sul realizou sábado, na cidade do Sumbe, um Sarau de poesia e trova, no âmbito das comemorações do centenário do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, que se assinalou no sábado.

20/09/2022  Última atualização 06H50
Governador do Cuanza-Sul durante a inauguração da exposição fotográfica sobre Agostinho Neto © Fotografia por: FERNANDO CAMILO | edições novembro | sumbe

O Sarau de poesia e trova decorreu no Largo António Agostinho Neto e foi prestigiado pelo governador da província, Job Castelo Capapinha, membros do Governo e da administração municipal do Sumbe, homens de cultura e população, em geral.

O actividade realizou-se com numa miscelânea, entre a declamação de poesias do Poeta Maior, António Agostinho Neto, com destaque ao poema "Não Direi Nada”, declamado pelo Castute dos Olhos Vermelhos, proveniente da província do Huambo.

Na parte da trova Ângela Ferrão foi principal protagonista, acompanhada pelo seu pai Lito Ferrão, além da participação de Mister Dembo, artista local, que nas suas canções exalta o movimento revolucionário, que marcou as épocas, antes e pós-Independência de Angola, do jugo colonial português.

O delegado da Brigada Jovem de Literatura no Cuanza-Sul, José Ricardo, considerou a realização do evento um contributo na senda da exaltação e valorização dos feitos do primeiro Presidente da Angola independente. "Procuramos trazer ao público este evento muito singular, mas com um significado ímpar, por vincular o legado de Agostinho Neto, nos domínios político, humanista e de uma figura que sempre lutou em prol da solidariedade internacional para com os povos oprimidos do  mundo”, disse.

Para o director do Gabinete Provincial da Cultura, Francisco Ernesto Ventura, o evento enalteceu a figura de um dos maiores nacionalistas que Angola teve, e realçou a importância que encerra o facto histórico diante das gerações do presente e do futuro.

Ao encerrar o evento, o governador da província do Cuanza-Sul, Job Pedro Castelo Capapinha, agradeceu a dedicação demonstrada pela Brigada Jovem de Literatura na província, tendo sublinhado que "iniciativas do género devem congregar  todos”.

O Sarau de poesia e trova foi também marcado pela inauguração de uma exposição fotográfica, com fotos de Agostinho Neto, que retratam as dimensões de político, guerrilheiro, diplomata em acima de tudo, chefe de família.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura