Desporto

Sagrada Esperança pode assumir liderança à condição

Matias Adriano

Jornalista

A 25ª jornada do Campeonato Nacional de futebol da Primeira Divisão abre esta tarde com a realização de quatro jogos, nomeadamente Sagrada Esperança- Santa Rita de Cássia, Bravos do Máquis-Baixa de Cassanje, Desportivo da Huíla-Interclube e Sporting de Cabinda- Progresso Sambizanga. Olhando para o quadro traçado, realce vai para o confronto do Dundo.

19/06/2021  Última atualização 06H00
Jogos marcados para esta tarde prometem animar os amantes do Campeonato nacional © Fotografia por: Contreiras Pipa | Edições Novembro
Com o Petro e 1º de Agosto a entrarem em cena apenas amanhã, os lundas estão perante a possibilidade de reassumirem a liderança da prova, ainda que à condição, uma vez vistos como favoritos, apesar de o adversário tratar-se de alguém surpreendente, que no seu percurso tem conciliado bons e maus resultados. 
Entretanto, Roque Sapiri e pupilos embrenhados na luta pelo título, não estarão para conceder felicidade, sendo no aproveitar que está o ganho. Depois da vitória na jornada anterior, sobre  a Baixa de Cassanje, por 3-1, que lhe permitiu superar o 1º de Agosto, que não foi feliz no clássico com o "arqui-rival”, dos diamantíferos não se espera outra coisa, senão uma posição competitivamente mais ambiciosa.

É certo que mesmo vencendo, em caso de os seus concorrentes também triunfarem amanhã, ficam as coisas na mesma. Mas com a vantagem de não consentir atraso ou recuo na marcha que as equipas, rotuladas como candidatas, empreendem para a conquista do título. Aliás, com um jogo a menos, o Sagrada têm relativa vantagem na concorrência, desde que observe as cautelas que inviabilizem quaisquer deslizes.

Quarto classificado, e já muito distante do grupo animador do Campeonato, o Interclube vai ao Lubango medir forças com o Desportivo da Huíla, que tem vindo a fazer uma prova não muito ao gosto de Mário Soares, que tem reclamado da ineficácia dos seus homens do sector atacante. Sinal mais para a turma da Polícia que, vendo o título já como uma miragem, porém, ainda aspira a um lugar de acesso às provas africanas.

É justo que os militares da Região Sul achando-se nos seus domínios, possam munir-se de argumentos suficientes para contrariar os intentos de Ivo Campos e sua rapaziada. Daí que, prevê-se um jogo capaz de conhecer algum toque de equilíbrio, apesar de algum já aludido desnível entre as equipas, bastando lançar uma vista para o fosso pontual entre ambas.

No Luena, o Bravos do Máquis, outra equipa que já perdeu a batalha para o título, mas focada também num dos lugares de acesso às Afrotaças, tem a visita da Baixa de Cassanje. À partida, os locais estão em melhor condição de aumentar o pecúlio. Porém, os malanginos, obrigados a aproveitar o último milho para tirar a barriga da miséria, são bem capazes de criar dificuldades, incomodados que estão com espectro da despromoção.

Na sentetrional  Cabinda, o Sporting recebe o Progresso Sambizanga. Duas equipas ameaçadas à descida de divisão, e à procura da salvação. Separadas por um ponto (23/24), prometem um jogo ao nível da sua estatura competitiva, por esta ordem, de prognóstico reservado. Quer uma, quer outra, não atravessam bom momento de forma. Porém, são bem capazes de protagonizar um espectáculo que venha a agradar.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto