Sociedade

Ruptura na conduta deixa bairros sem água

André Brandão| Ndalatando

Bairros do Dundo-ya-Mutulo, CTT, Camagile, Cacoso, Terra-Nova, Projecto Habitacional 200 fogos e Golova, na Vila de Lucala, a 36 quilómetros a leste de Ndalatando, província do Cuanza-Norte, estão sem água, desde sábado, devido a uma ruptura na principal conduta de abastecimento.

19/01/2022  Última atualização 10H40
© Fotografia por: DR
A ruptura registou-se quando a empresa "QDICC", responsável pela construção da linha de transporte de água para a cidade de Ndalatando, a partir do rio Lu-cala, danificou a tubagem, fazendo com que a população seja obrigada a recorrer a cacimbas.

A administradora municipal, Maria Mafuta, deslocou-se, segunda-feira, ao local, para constatar os trabalhos de reposição dos meios danificados, tendo recebido garantias do responsável da área de fiscalização da "QDICC", João José Cassanje, de que os técnicos trabalham para a reparação da tubagem, num horizonte temporal de aproximadamente dez dias.
"Vamos  trabalhar num ritmo acelerado, visto que esta conduta é a que alimenta toda a rede de distribuição da vila de Lucala e arredores", assegurou.

Até que a situação volte à normalidade, a administradora Maria Mafuta prometeu disponibilizar camiões cisternas da administração, para abastecer água à população dos bairros afectados. O município de Lucala tem 20.148 habitantes.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade