Gente

Roger Waters acusa “censura” na Polónia

As declarações de Roger Waters, o icónico co-fundador dos Pink Floyd, ao Governo ucraniano continuam a valer ao músico muitas críticas e, na Polónia, terão levado mesmo ao cancelamento de dois concertos, agendados para 2023 em Cracóvia.

29/09/2022  Última atualização 06H05
© Fotografia por: DR

O cancelamento surge dias antes de a autarquia votar a favor de considerar Waters como uma 'persona non grata', como uma demonstração de "indignação” pelas palavras de Waters sobre a guerra. No sábado, 24, os gestores do recinto acusaram Roger Waters de cancelar o concerto por iniciativa própria. No entanto, o artista atacou uma entidade autárquica, que promoveu o boicote aos seus concertos. "O Lukasz Wantuch não parece querer saber nada da história do meu trabalho, da minha vida, a custo pessoal e em serviço dos direitos humanos”, escreveu Waters no Facebook, acusando o autarca de "censura draconiana” do seu trabalho.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Gente