Cultura

Ritmos angolanos debatidos no Brasil

Manuel Albano

Jornalista

A diversidade rítmica dos estilos musicais e danças angolanas vão estar em evidências, durante um seminário, a ter lugar dia 19, no Centro Educacional Unificado, em Heliópolis, São Paulo, Brasil, numa iniciativa do colectivo Kizomba Yetu.

13/05/2022  Última atualização 08H45
Danças angolanas têm tido destaque nas pistas de São Paulo © Fotografia por: DR

A actividade está enquadrada nas comemorações do 25 de Maio, Dia de África, e inclui aulas de dança de kizomba, semba, afro house e kuduro, por professores angolanos e brasileiros. No dia de abertura, está agendada uma aula com os professores Vanessa Dias e Gilson Manuel, que vão fazer algumas demonstrações de afro house e kuduro.

No dia 21, a organização realiza uma mostra cultural, cujo destaque é a exibição de danças folclóricas de ambos os países e performances musicais ao vivo. O objectivo, explicou a organização, é ensinar este estilo a cidadãos de várias nacionalidades, residentes em São Paulo, através de professores de referência como Francisco Félix e Iza Sousa.

A mentora e coordenadora do projecto, Vanessa Dias, disse que os seminários têm ajudado na troca de experiências entre os participantes e permitido mostrar muito das artes angolanas, às comunidades em São Paulo. "Queremos trabalhar a essência e ‘especificação’ de cada país, pois quando se fala de África, as pessoas de outros países o fazem de uma forma muito generalizada. Com actos do género, podemos mostrar as particularidades do país”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura