Política

Reverendo Luís Nguimbi apela ao civismo eleitoral

O reverendo Luís Nguimbi e o político Higino Carneiro apelaram, este domingo, em Luanda, os eleitores a acorrerem às mesas das assembleias de voto, no dia 24 deste mês, para exercer o direito de cidadania, com civismo.

15/08/2022  Última atualização 07H48
Luís Nguimbi apela eleitores a exercerem o direito de voto © Fotografia por: Paulo Mulaza | Edições Novembro

Ao manifestar o seu desejo, no final de um culto ecuménico em alusão às eleições, Higino Carneiro apelou aos cidadãos calma, responsabilidade e voto consciente, no sentido de se garantir a estabilidade no país.

"Queremos crescimento, harmonia e que trabalhemos juntos, com quem for eleito para o desenvolvimento de Angola”, disse, aconselhando os cidadãos a voltarem para suas casas, após exercerem o direito de voto.

"Temos um Governo em fim de mandato, que tem feito de tudo para melhorar a vida do seu povo", disse, garantindo que o MPLA está preparado para cumprir, cabalmente, o seu programa e manifesto eleitoral, caso vença as eleições do dia 24 deste mês.

O reverendo Luís Nguimbi fez saber que as igrejas têm-se multiplicado nos apelos aos eleitores para o civismo, durante o processo eleitoral. Disse esperar que a votação decorra de forma tranquila e com liberdade de consciência, tal como foi o registo eleitoral oficioso.

Apelou aos políticos a proferirem discursos desafiadores, argumentos válidos que convençam a população votante, "que cresceu em termos de análise crítica".

As eleições, adiantou, servirão para consolidar o processo de paz no país, pelo que convidou a afluência de todos às urnas.

Concorrem ao pleito os partidos MPLA, UNITA, PRS, FNLA, APN, PHA e P-NJANGO (os dois últimos estreantes) e a coligação CASA-CE.

Para o efeito, 14 milhões 399 mil eleitores, 22 mil 560 dos quais residentes no estrangeiro, vão eleger o Presidente da República, o Vice-Presidente e os 220 deputados à Assembleia Nacional.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política